quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Lula "presidente" discute mínimo com sindicalistas

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva chamou de oportunistas os líderes sindicais que se recusam a aceitar o aumento no salário mínimo proposto pelo governo de Dilma Rousseff. Lula criticou as entidades por, segundo ele, não respeitarem a regra informal do reajuste negociada em sua gestão.
O que não pode é os nossos companheiros sindicalistas, a cada momento, quererem mudar a regra do jogo, afirmou em Dacar, Senegal, onde participa do Fórum Social Mundial. Ou você tem uma regra, aprova na Câmara, vira lei e todo mundo fica tranqüilo, ou você fica com o oportunismo. O ex-presidente disse que a regra do reajuste não foi dada pelo governo, mas negociada com as centrais sindicais pelo então ministro do Trabalho, Luiz Marinho (PT), hoje prefeito de São Bernardo do Campo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário