sábado, 14 de maio de 2011

ESPECIALISTAS AFIRMAM QUE QUEM NÃO ESTUDA TAMBÉM TEM CHANCE DE APROVAÇÃO EM CONCURSO

Quase 100 mil pessoas estão disputando pouco mais de 300 vagas em 15 cargos de nível médio e superior no Concurso dos Correiros.
 Mas os especialistas afirmam: essa não é a hora de desanimar. A quatro dias da prova, eles dizem que mesmo aqueles que não estudaram nada têm chances de conquistar uma das vagas oferecidas.
As provas serão realizadas no próximo domingo, dia 15, a partir das 9h, em 33 municípios baianos. O professor de método de estudo para concursos Valdir Santos confirma a ideia de que, mesmo na semana que antecede as provas, nada está perdido. “Muita gente que não estudou tem condições de passar”. Isso porque as disciplinas que serão cobradas já fazem parte do cotidiano de muita gente. São elas: português, matemática e informática.
Na prova, cada uma das disciplinas terá 20 questões, totalizando 60. Serão perguntas de múltipla escolha, com cinco opções de respostas para cada uma, havendo somente uma correta. Para aprovação, será exigido o mínimo de seis pontos em cada disciplina e 24 no total da prova.
Mas o que parece fácil, segundo Santos, não é uma vantagem. Tudo isso porque a concorrência é grande. Em Salvador, por exemplo, o cargo de atendente comercial dispõe de sete vagas e a disputa chega a mais de 1,3 mil pessoas para cada uma delas.
Ainda que as chances pareçam remotas, Santos orienta que a melhor opção para quem quer construir carreira num emprego público é arriscar. Independentemente da situação. “O estudante não pode ver o concurso dos Correios como a única chance. Mesmo que ele não passe, deve entender esta chance como uma maneira de adquirir experiência para as provas que enfrentará depois”.
Dicas De acordo com Santos, uma dica para quem não estudou é tentar aproveitar esses últimos dias para resolver provas anteriores da organizadora do concurso – a Cespe/UnB.
Para aqueles que já estão com os assuntos na ponta da língua, ele orienta reler o que chama de resumos progressivos. Esses resumos nada mais são do que sínteses daqueles assuntos que a pessoa não aprendeu ao longo do período de estudo. Além disso, vale a estratégia de rever aqueles assuntos que a pessoa tem mais afinidade.No caso do concurso dos Correios, as questões de informática devem ser os grandes diferenciais. Para se sair bem, é interessante que o candidato conheça os principais comandos do Word e seus atalhos. Em português, verbos, sintaxe, concordância, regência e crase devem ser os principais assuntos. E em matemática a novidade ficará por conta das questões de probabilidade e funções.Fonte: Correio

Nenhum comentário:

Postar um comentário