quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Adab apresenta Programa de Controle da Raiva dos Morcegos Herbívoros em reunião da OIE na Coréia

O projeto piloto de classificação de risco para a raiva em morcegos herbívoros do Brasil foi apresentado na reunião da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) na Coréia do Sul pelo Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa). A participação da Bahia se deu em conjunto com os estados de Rondônia e Sergipe, divulgando o Programa Estadual de Controle da Raiva dos Herbívoros, elaborado pela Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab) para diversos países do mundo.
A Bahia já havia recebido, em 2010, a classificação A, a mais alta categoria, na Avaliação dos Programas Estaduais de Controle da Raiva dos Herbívoros do Brasil, colocando o programa baiano como modelo para um plano estratégico de controle da enfermidade. Agora as ações estabelecidas pela Adab poderão subsidiar outros trabalhos contra a Raiva dos Herbívoros desenvolvidos em diversas partes do mundo, promovendo o intercâmbio de informações e a otimização de recursos financeiros e de pessoal nas áreas de maior risco para a doença.
“A defesa agropecuária na Bahia é resultado de um amplo trabalho em conjunto, envolvendo segmentos da defesa, pesquisa e extensão rural. Todas as ações têm como foco a melhoria da qualidade de vida da população seja produtor ou consumidor. Por isso, nossa responsabilidade vai além das porteiras”, destacou o diretor geral da Adab, Paulo Emílio Torres.
Entre as ações realizadas pela Adab dentro do Programa Estadual de Controle da Raiva dos Herbívoros na Bahia (PECRH) destacam-se o controle populacional de morcegos hematófagos da espécie Desmodus rotundus (principal transmissor da doença), vacinação obrigatória nas áreas de maior risco para a enfermidade e visitas de médicos veterinários às propriedades rurais com animais suspeitos de raiva para a vigilância epidemiológica, com coleta de material para exames laboratoriais.
Também constam no plano de ação estadual atividades educativas como palestras, vigilância em propriedades e reuniões com produtores com o intuito de divulgar as ações preventivas contra a raiva dos herbívoros nas comunidades. “A Bahia é considerada pelo Ministério da Agricultura como um dos estados com melhor desempenho nas ações do PECRH. Esse reconhecimento do MAPA é resultado do esforço conjunto entre criadores, governo do Estado, médicos veterinários e técnicos da Adab envolvidos com a defesa sanitária animal”, comemora José Neder, Coordenador do Programa Estadual de Raiva dos Herbívoros.
Entre os critérios destacados no plano de ação da Adab pelo MAPA estão: legislação estadual, Identificação das áreas de risco para a enfermidade, vigilância epidemiológica, controle da população de morcegos que atacam os animais, monitoramento de seus abrigos, e educação sanitária.

Ascom/Adab

Nenhum comentário:

Postar um comentário