segunda-feira, 21 de maio de 2012

Destino Itacaré é vendido para o exterior no Salão de Turismo

A Prefeitura de Itacaré e os empresários avaliam como muito positivo a participação do município no I Salão Baiano de Turismo, que aconteceu no Centro de Convenções, em Salvador, entre os dias 17 e 19. A gerente de Gestão Turística da Secretaria de Turismo de Itacaré, Michele Franco, afirma que vários negócios importantes para o destino foram concretizados durante o evento.
Michele destaca que o Salão Baiano serviu para o município ser ainda mais vendido pelas agências de turismo nacionais e internacionais. O prefeito Antônio de Anízio lembra que, quanto maior a exposição, melhor será o fluxo de visitantes para o município. “Isso significa mais renda e geração de empregos no setor”.
O prefeito avalia que o Salão de Turismo foi “um momento para confirmar que Itacaré não oferece somente belas praias, mas também Mata Atlântica, rios de água doce, cachoeiras e uma riqueza cultural enorme por ser um dos municípios mais antigos do País. Somos uma localidade que tem 280 anos de história”, lembra.

Empresários

Para a dona de pousada e presidente da Associação dos Comerciantes e Empresários do Ramo Turístico de Itacaré (Acerti), Marília de Almeida Rodrigues, o Salão Baiano de Turismo foi uma oportunidade para apresentar aos operadores de diferentes países um perfil do município do sul da Bahia, que todo o ano é o destino para turistas de diferentes países.
Marília de Almeida participou de 13 rodadas de negócios, sendo que cinco com operadores internacionais e oito com nacionais. “Evento como esse é fundamental para o turismo baiano. Na condição de empresária participei das rodadas de negócios e, como representante da Acerti, ajudei a divulgar o município no estande institucional, em parceria com a Prefeitura de Itacaré”, conta.
Quem também aproveitou bem o Salão de Turismo para divulgar o destino e fechar negócios foi a empresária Leila Camargo. Com longa experiência no mercado de receptivos, ela participou de 10 rodadas de negócios com empresas nacionais e internacionais.
Leila, que tem parceria com as maiores operadoras de turismo do Brasil, está se unindo a uma grande empresa para ter mais força para brigar pelo mercado. Para a empresária, o Salão Baiano de Turismo deve ser realizado anualmente e ter uma data fixa para que os municípios baianos possam se organizar melhor e apresentar seus produtos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário