sábado, 19 de maio de 2012

Itacaré apresenta atrativos no Salão Baiano de Turismo

O balcão de exposições sobre o destino Itacaré é um dos três mais visitados no Centro de Convenções, em Salvador. São pessoas de diferentes estados brasileiros, além de delegações de países como Estados Unidos, Alemanha, Argentina, Portugal, Espanha e França querendo mais informações sobre os atrativos do município do sul da Bahia.
O Salão Baiano de Turismo começou na quinta-feira, 17, com a participação de representantes de 120 operadoras, sendo 60 delas estrangeiras. Considerado o maior do setor no estado, o evento foi aberto pelo governador Jaques Wagner e pelo ministro do Turismo, Gastão Vieira.
Ao todo são 13 zonas turísticas do estado e centenas de empresários participando de rodadas de negócios e discussões sobre o setor. Os municípios estão apresentando seus atrativos em 50 balcões, em parceria com a Secretaria Estadual do Turismo.
O de Itacaré foi o mais visitado no primeiro dia do Salão de Turismo. Entre os grupos que queriam mais informações sobre o destino estavam estudantes de curso de gastronomia e alunos do curso técnico de guia de turismo do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac). Os alunos, que estão em fase de conclusão de curso, vão passar uma semana conhecendo o município, pesquisando tudo, segundo eles.

Menor concorrência
A história, culinária, os esportes radicais, cultura, opções de passeios, enfim, um “raio X” do município, vem sendo apresentado para cada visitante do balcão do município do sul da Bahia. Itacaré também está presente em todas as rodadas de negócios, com operadores de turismo nacionais e internacionais.
A gerente de gestão do Turismo da Secretaria de Turismo de Itacaré, Michele Franco, avalia que o I Salão Baiano de Turismo é a grande chance dos moradores conhecerem os destinos do próprio estado. “Muitos baianos conhecem várias regiões brasileiras e até outros países, mas ainda não visitaram os belos destinos no próprio estado”.
Michele destaca ainda como positivo para Itacaré o fato dos destinos baianos serem apresentados sem a concorrência de outros estados. “Numa feira nacional, por exemplo, os operadores não conhecem somente os produtos de um estado, mas de todos e mais o Distrito Federal. É uma concorrência muito forte. Aqui não, a competição é somente entre as regiões baianas”.
De acordo com o secretário Estadual do Turismo, Domingos Leonelli, levantamento feito pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), apontou que, de 2009 para 2011, a visitação à Bahia cresceu em mais de 1,3 milhão de turistas nacionais e internacionais. Parte deles escolheu Itacaré como destino. O Salão Baiano do Turismo será encerrado neste sábado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário