terça-feira, 15 de maio de 2012

Itacaré paga mais que o piso nacional para os professores

Enquanto milhares de prefeituras em todo o País brigam para não pagar o Piso Nacional do Magistério, que no início do ano foi definido pelo Ministério da Educação em R$ 1.451 para jornada de 40 horas semanais, o município de Itacaré paga até R$ 3.421,38 para o professor de nível I. E o mais importante: quanto mais qualificado, maior é o ganho do profissional.
De acordo com a Secretaria de Educação de Itacaré, a remuneração dos professores de nível III, com as gratificações, pode chegar a R$ 7 mil mensais. Estão nessa categoria os profissionais com 24 anos de trabalho, com apresentação de certificado, com pós-graduação ou mestrado.
O prefeito Antônio de Anízio explica que em Itacaré só recebem o Piso Nacional os professores do quadro efetivo que ainda não participaram de nenhum curso de qualificação. Os demais concursados têm remuneração bem superior.
Ele destaca que o município já paga um dos melhores salários do sul da Bahia desde janeiro de 2010, quando foi sancionado o Plano de Carreira e Estatuto do Magistério Público Municipal de Itacaré. O menor salário para o profissional em início de carreira, que possui certificado, é de R$ 1.596,10.

Reconhecimento

Elaborado com a participação dos professores, o Plano de Carreira estabelece regras claras, prezando pela qualificação dos profissionais. O documento define que a diferença de salário do nível I para II sempre é de 39,58%. Do nível II para III a diferença é de 15%.
O prefeito destaca que o Plano visou à valorização do desempenho, da qualificação e do conhecimento do funcionário. “Foi uma das maneiras de incentivar o professor a buscar a qualificação profissional. Por isso, há sempre um profissional apresentando o seu certificado e sendo recompensado por isso”.
As políticas de valorização e melhorias nas condições de trabalho foram fundamentais para que não ocorressem greves no município de Itacaré nos últimos quatro anos. O reajuste de 22,22% deste ano foi concedido a todos os professores do quando efetivo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário