quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Situação de 1.542 beneficiários do Bolsa Família em Ilhéus será fiscalizada

A Secretaria de Desenvolvimento Social realiza a partir da próxima segunda-feira dia 14, um amplo processo de fiscalização do programa Bolsa Família em Ilhéus, para verificar a situação cadastral de 1.542 famílias cujos benefícios apresentam algum tipo de inconsistência, de acordo com a Secretaria Nacional de Renda e Cidadania (Senarc).
Num cruzamento de dados, feito em 2012, entre dados constantes do Cadastro Único e da Folha de Pagamento do Programa Bolsa Família com os registrados em outros órgãos administrativos do Governo Federal, por meio da Relação Anual de Informações Sociais (Rais), do Ministério do Trabalho e Emprego, a Senarc identificou diversas contradições nas informações prestadas por um grupo de famílias registrado no Bolsa Família.
Entre os exemplos de inconsistências, que podem significar recebimento irregular do benefício, está a subdeclaração de renda familiar, ou seja, a renda declarada pelo beneficiário é inferior ou incompatível com a identificada em outros registros do Governo Federal. Outro motivo de incoerência encontrado nessas informações é a permanência, na base de dados do Cadastro únicos, de familiares falecidos dos beneficiários.
A partir das informações colhidas, a Secretaria de Desenvolvimento Social irá bloquear o cadastro desses 1.542 beneficiários, e, em seguida, fazer a fiscalização em cada um dos domicílios. A fiscalização vai averiguar se a família realmente pertence ao perfil do Bolsa Família para que haja transparência na transferência do recurso federal junto a esse programa e ao município de Ilhéus.
O secretário Jamil Ocké lembra ser fundamental atender a essa exigência do Ministério, “para que as pessoas que realmente precisam do programa tenham o benefício garantido”. Ele observou nos casos em que se constate que a família preenche os requisitos do programa, o benefício será imediatamente desbloqueado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário