terça-feira, 12 de março de 2013

SDS apura possíveis irregularidades em 1.542 cadastros do Bolsa Família

A Secretaria de Desenvolvimento Social de Ilhéus (SDS), realiza a partir desta quarta-feira, 13, fiscalizações junto a 1.542 beneficiários do Bolsa Família, cujos cadastros apresentam algum tipo de inconsistência, que podem apontar irregularidades. A ação será realizada nas residências das famílias, e tem o objetivo de verificar se situação real condiz com as informações registradas no cadastro.
Com isso, a secretaria vai identificar se os dados declarados por estas famílias correspondem às determinações do governo Federal para a aquisição do benefício. Durante o processo de fiscalização, o cadastro dessas famílias ficará bloqueado.
Nesta quarta, a ação terá início no Alto do Basílio, seguindo para a Avenida Itabuna nos dias 14 e 15 de março. A partir da próxima semana, os agentes da SDS vão visitar os beneficiários residentes nos bairros de Pontal, Nelson Costa, Nossa Senhora da Vitória, Conquista e Teotônio Vilela. A previsão da secretaria é que até julho todas as 1.542 famílias estejam com a situação regularizada.
Apuração – Em 2012, a Secretaria Nacional de Renda e Cidadania (Senarc) promoveu um cruzamento de dados entre o Cadastro Único e a Folha de Pagamento do Programa Bolsa Família com outros órgãos administrativos do Governo Federal através da Relação Anual de Informações Sociais (Rais) do Ministério do Trabalho e Emprego.
Após a apuração desses dados, foram identificadas algumas contradições em informações apresentadas pelas famílias que estão registradas no CadÚnico, como, por exemplo, a subdeclaração de renda familiar, onde a renda declarada pelo beneficiário é inferior ou incompatível com a renda identificada em outros registros do Governo Federal. Outro motivo de incoerência encontrado nessas informações, é o óbito de familiares dos beneficiários, que mesmo após o falecimento ainda continuam na base de dados do CadÚnico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário