quarta-feira, 24 de abril de 2013

Saúde faz mutirão do Bolsa Família no bairro Conceição em Itabuna

A Supervisão de Alimentação e Nutrição da Secretaria de Saúde de Itabuna iniciou na segunda-feira, no Clube dos Comerciários, na Rua Aurora, em frente à Unidade Saúde Lavígnia Magalhães, no bairro Conceição, um mutirão para atender aos beneficiários faltosos do Programa Bolsa Família. O trabalho visa atualizar todas as condicionantes para cumprimento do programa, que exige que equipes façam o acompanhamento das crianças menores de sete anos e das mulheres com idade fértil, gestantes e nutrizes em situações de pobreza e extrema pobreza.
Neste mesmo local as equipes de saúde também estão atendendo, sempre das 8 às 11 e das 13 às 16 horas, aos moradores do Vila Zara, São Judas, além de áreas rurais nas proximidades desses bairros. Um das famílias atendidas foi a de dona Linderlândia Santos Lacerda que pesou o filho Luiz Gustavo Lacerda Bittar de 11,5kg, 89 centímetros de altura, vacinação em dia e sem aleitamento materno.
A gestora do Programa Bolsa Família da Secretaria de Saúde, Verônica Maria Brandão, explica que o comparecimento para a verificação do peso, estatura e crescimento e desenvolvimento (CD) da criança são condicionantes para que o benefício seja liberado pelo governo federal. “O comparecimento é importante não apenas para recebimento do benefício, mas para que as famílias possam ter acesso aos serviços da rede pública de saúde”.
Objetivos - Ela destaca que os objetivos da rede básica de saúde são acompanhar de perto as crianças e mulheres em situação de vulnerabilidade, assegurando-lhes mais qualidade de vida, com ações preventivas desenvolvidas por equipes de saúde da atenção básica. As mães cadastradas no Programa Bolsa Família são orientadas sobre programas de suplementação de vitamina A, ferro e a prática da alimentação saudável.
Durante o mutirão serão verificados ainda se as gestantes estão cumprindo com o pré-natal e a vacinação está em dia. Quem não comparecer para regularizar a situação, pode ter o benefício bloqueado, no primeiro momento, e suspenso no caso de reincidência. A falta de cumprimento das obrigações na saúde pode até levar ao cancelamento do cadastro no Programa Bolsa Família.
A expectativa da Secretaria de Saúde de Itabuna é que 360 famílias sejam atendidas até o último dia de mutirão, na quinta-feira, 25. Os beneficiários precisam atender ao chamamento que acontece duas vezes ao ano, no primeiro e no segundo semestres, levando cartão de vacina e o cartão SIS-Pré-Natal. Eles são comunicados pelos agentes comunitários de saúde após estratégias elaboradas pela equipe de saúde da área de atendimento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário