quinta-feira, 16 de maio de 2013

Meninos Guerreiros fazem aulas de capoeira e maculelê na Maramata

Para promover a inclusão social e resgatar valores da cultura afrobrasileira, a Universidade Livre do Mar e da Mata (Maramata) está oferecendo aulas de capoeira e maculelê às crianças que integram o projeto Meninos Guerreiros. Além dos movimentos da capoeira, os meninos também aprendem a cantar e a tocar os instrumentos típicos como berimbau, agogô e o reco-reco.
Outra ação que se destaca é a do biólogo e permacultor, Cauê Nery, que se voluntariou para ensinar um pouco mais da história das danças de origem africanas para as crianças. Cauê pratica a capoeira desde 2009 e destaca os motivos que o levou a ser um voluntário no projeto. “Eu levo comigo princípio de compartilhar todo conhecimento com quiser aprender. Eu aprendi que devo trabalhar sem esperar recompensa, porque aqui nessa terra, nessa vida, eu sou um instrumento de Deus”. Além das aulas, o permancultor também ensinará aos meninos noções de educação ambiental, união e respeito com próximo. O curso está sendo realizado na Maramata aos sábados, a partir das 9 horas.
O projeto – Resultado de uma parceria entre a Maramata e pessoas envolvidas nas causas culturais e sociais, o Projeto Meninos Guerreiros tem como objetivo estimular a inclusão social e promover o aprendizado cultural e socioambiental das crianças e adolescentes atendidas. Os cursos estão sendo ministrados por voluntários, nos turnos matutino e vespertino. O projeto inclui aulas de artesanato, pintura, capoeira e produção de berimbau, compostagem, produção orgânica de plantas medicinais, paisagismo e jardinagem, noção de ecossistema e produção de sabão ecológico para estudantes entre 8 e 15 anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário