quinta-feira, 27 de junho de 2013

Prefeitura promove seminário para discutir feiras livres de Itabuna

A Prefeitura vai promover, no próximo dia 8, no Escritório Local da Ceplac, a partir das 14 horas, o 1° Seminário sobre Feiras Livres de Itabuna. O encontro, com o tema “Organizar para valorizar nosso feirante”, tem como finalidade discutir a atual situação da feira do bairro São Caetano. Já confirmaram presença, além dos feirantes, os representantes do Serviço de Inspeção Municipal e da Vigilância Sanitária.
Outros três novos encontros similares já estão agendados para este mês. No dia 15 será com os feirantes da Califórnia. Dia 22, com representantes do Centro Comercial de Itabuna, e dia 29, com os participantes da Feira do Produtor e do bairro da Mangabinha. Os dados e as sugestões coletados nesses encontros serão apresentados no I Fórum Municipal das Feiras Livres, já programado para o dia 22 de agosto.
O seminário está sendo organizado pela Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente e, de acordo com o diretor do Departamento de Agricultura, Cooperativismo e Associativismo, Cláudio Robério Silva Mendes, no primeiro momento o encontro, além de traçar o diagnóstico situacional das feiras livres, servirá também para a coleta de informações para a regulamentação do setor. A proposta de um novo modelo de funcionamento das feiras livres, incluindo a padronização das barracas, é do prefeito Claudevane Leite.
O secretário da Agricultura e Meio Ambiente, Lanns Almeida Filho, destacou a importância desses encontros não apenas para o fortalecimento como também para o desenvolvimento de ações conjuntas para a organização das feiras livres da cidade que se encontra em situação decadente.
Lanns adiantou que novas parcerias já estão sendo mantidas visando potencializar e desenvolver oportunidades de ampliação das feiras livres, além de reforçar a capacidade comercial e cultural destes locais de abastecimento da população. “Estamos trabalhando para transformar as feiras do município numa grande referência comercial, que poderá até servir de modelo para outras feiras livres na região”, disse, acrescentando que levantamento da Secretaria da Agricultura aponta que existem mais de três mil feirantes em Itabuna comercializando os mais variados tipos de produtos como cereais, hortigranjeiros, frios e laticínios, doces, temperos, carnes, cereais e lanches.

Nenhum comentário:

Postar um comentário