quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Casa Lar Masculina atende adolescentes vítimas de violência doméstica

Garotos na faixa etária entre 10 e 17 anos que são retirados do convívio familiar vítimas de várias formas de violência como verbal, física, negligência por conta de pais viciados em drogas, em Ilhéus, são encaminhados à escola e recebem acompanhamento psicossocial, atividades esportivas e cursos profissionalizantes na Casa Lar Masculina. A unidade faz parte da rede de abrigamento existente na cidade, que compreende o Abrigo Renascer e a Casa Lar Feminina, geridos pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (SDS).
O abrigo, localizado no Bairro do Banco da Vitória e implantado no município no último mês de novembro, atende atualmente nove garotos, podendo acolher até 10. “Há muitos anos, Ilhéus pleiteava por essa instituição e agora a Casa Lar Masculina é uma realidade no nosso município”, destaca o secretário de Desenvolvimento Social, Jamil Ocké. Segundo o gestor, a unidade está completa e é composta por uma equipe multiprofissional capacitada para promover a autoestima dos menores.
Conforme informa o coordenador do lar, Abelardo Monteiro, os garotos são encaminhados à residência através da Vara da Infância, onde podem ficar até completar a maior idade ou ser conduzidos a local seguro para moradia, participando de ações conforme as suas aptidões. “A equipe técnica avalia as disposições dos adolescentes para realizar atividades de acordo com as expectativas e desejos deles e cria meios para que possam desenvolver suas habilidades”, afirma

Nenhum comentário:

Postar um comentário