terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Governo realiza seminário de piscicultura e reúne 360 participantes no Oeste baiano

Com o objetivo de incentivar e dinamizar a cadeia produtiva da piscicultura no Território da Bacia do Rio Corrente, foi realizado na última sexta-feira (21), na Escola Estadual Salvador da Rocha Passos, no distrito de Porto Novo, município de Santana, na região Oeste da Bahia, o I Seminário de Piscicultura da Bacia do Rio Corrente.
O evento, resultado de uma parceria entre a Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa da Sedir, e a Bahia Pesca, da Seagri, teve a participação de 360 piscicultores, estudantes, políticos, interessados em piscicultura, técnicos de órgãos estaduais e representantes de associações e cooperativas.
No seminário, o diretor executivo da CAR, José Vivaldo Mendonça, anunciou medidas importantes para o incremento da piscicultura territonal e entregou uma retroescavadeira ao presidente da Cooperativa Agrícola de Porto Novo e agrônomo, Ubirajara da Silva Oliveira.
Segundo Mendonça, é necessário, a partir de uma combinação de investimentos e demandas, interagir com as potencialidades e dinamizá-las em todo o Território. “Tem água, tem peixe e tem gente querendo trabalhar. Esse é o papel do governo: ajudar a fomentar o desenvolvimento. É por isso que estamos aqui hoje, CAR e Bahia Pesca, para anunciar investimentos, assumir compromissos e cumpri-los”, afirmou.
O presidente da cooperativa, Ubirajara Oliveira, agradeceu a entrega e destacou a importância do encontro. “Esse seminário é importante porque reuniu os piscicultores e interessados da Bacia do Rio Corrente, informando sobre a forma correta de criar peixes.
Recebemos também uma retroescavadeira, que possibilitará a abertura de novos tanques e a manutenção daqueles já existentes na região, viabilizando a triplicação da produção”, ressaltou.
Além da entrega da retroescavadeira, a CAR firmou convênios e termos de doação de imóveis e outros bens duráveis, que serão entregues à Escola de Família Agrícola (ACEFASA) e à Central de Associações de Agricultores familiares de Santana. A empresa garantiu ainda a implantação de 37 sanitários residenciais à Associação Comunitária de Pedra Preta.
Durante o encontro, os participantes foram informados sobre os programas de piscicultura em tanques escavados e em tanques redes e realizaram visitas técnicas a uma criação em tanques escavados e à Estação de Piscicultura do Corrente, no distrito de Porto Novo. No local, puderam ver, na prática, a criação de peixes, desde a produção de alevinos (fase pós-larva), incluindo os métodos para transportá-los, até a alimentação e manejo dos peixes adultos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário