quarta-feira, 26 de março de 2014

Governo pode subir imposto de cerveja e cosméticos para bancar conta de luz



O objetivo do governo é arrecadar mais R$ 4 bilhões que serviriam para o Tesouro Nacional aumentar seus repasses para a Conta de Desenvolvimento Energético (CDE).
O governo deve anunciar em breve o aumento de impostos de alguns produtos -entre eles, cerveja e cosméticos- para bancar os gastos extras com a conta de luz.
Foram feitos estudos para aumento de Pis/Cofins de produtos importados e do setor de cosméticos, e do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) de bebidas frias (cervejas, refrigerantes, isotônicos e água).
O objetivo do governo é arrecadar mais R$ 4 bilhões que serviriam para o Tesouro Nacional aumentar seus repasses para a Conta de Desenvolvimento Energético (CDE). Com isso, compensaria parte do aumento dos custos no setor elétrico neste ano, afetado pelo acionamento das termelétricas em meio à forte seca que se abateu sobre o país neste início de ano.
As medidas estão prontas, mas a decisão ainda não foi tomada, informou o secretário-adjunto da Receita, Luiz Fernando Teixeira.
Segundo ele, o acerto para a implementação das medidas depende do Ministério da Fazenda e da Casa Civil e ainda há tempo hábil para que sejam adotadas.
Fonte: http://www.onortao.com.br

Um comentário:

  1. A conta da incompetência sempre quem paga é o cidadão. Agora, seria bom que eles aumentassem os impostos nos produtos supérfluos e não nos produtos alimentícios, remédios, etc. A ganância é maior.
    Abração.

    ResponderExcluir