segunda-feira, 31 de março de 2014

Salles repudia decisão do Ministério da Agricultura de autorizar importação de banana do Equador

Absurdo. Assim o ex-secretário estadual da Agricultura, engenheiro agrônomo Eduardo Salles, classificou a decisão do Ministério de Agricultura de liberar a importação de banana do Equador. Em Bom Jesus da Lapa, no Projeto de Irrigação Formoso, Salles participou de reunião com lideranças do projeto, maior produtor de banana do Nordeste, para discutir ações de repúdio que serão apresentadas ao governo federal. A Bahia é o segundo maior produtor de banana do Brasil, e o Estado é livre de diversas doenças que ocorrem no Equador. Essa atividade gera mais de 30 mil empregos diretos e indiretos no Estado, que agora ficam ameaçados com essa decisão do Mapa.
Mola propulsora da economia de diversas regiões do Estado, produção de banana movimenta o dia a dia não só em Bom Jesus da Lapa, mas em dezenas de municípios vizinhos. No município de Ponto Novo, Irecê, em Wenceslau Guimarães e praticamente todos os municípios Sul e Baixo Sul da Bahia, a economia gira devido à cultura da banana.
Salles já discutiu o assunto com a senadora e presidente da Confederação Nacional da Agropecuária, Katia Abreu; com o governador Jaques Wagner; com o secretário executivo do Ministério da Agricultura, Gerardo Fontelles; com a secretaria de Agricultura de São Paulo e atual presidente Conselho Nacional dos Secretários de Agricultura, Mônica Bergamasi; com o presidente da Federação da Agricultura da Bahia, João Martins, e com o secretário de Agricultura da Bahia, Jairo Carneiro. O objetivo é demonstrar os prejuízos irreversíveis que serão causados pela entrada da banana do Equador no mercado brasileiro. “Não vamos aceitar calados esse absurdo”, afirmou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário