sexta-feira, 6 de junho de 2014

EUA - EM RITUAL DE MAGIA NEGRA DUAS MENINAS DE 12 ANOS ESFAQUEIAM 19 VEZES UMA COLEGA

Facadas quase a mataram por que uma delas chegou bem perto da artéria principal

Se condenadas, as adolescentes podem pegar 65 anos de prisão Montagem R7

Duas adolescentes de 12 anos são acusadas de esfaquear 19 vezes uma colega depois de levá-la para um matagal enquanto faziam um suposto ritual depois de lerem a história do Slender Man (Homem magro, em tradução).
Morgan Geyser e Anissa Weier disseram à polícia norte-americana que planejaram o ataque por meses, porque queria provar o mito da lenda urbana do Slender Man.
Em depoimento, Morgan e Anissa disseram que acreditavam que a lenda era verdadeira e que provariam isso com a morte de uma outra amiga. Na lenda urbana, os interessados em descobrirem os mistérios do Slender Man devem matar alguém.
De acordo com o tabloide britânico Daily Mail, durante o ataque à facadas, a vítima conseguiu escapar, mas as meninas conseguiram agarrá-la de volta, porque ela deveria sangrar até a morte. Em um momento de descuido das adolescentes, a vítima fugiu e foi encontrada por um ciclista que chamou a equipe de resgate.
Os cirurgiões que cuidaram da jovem vítima disseram que as facadas quase a mataram por que uma delas chegou bem perto da artéria principal.
Durante as declarações, uma das meninas afirmou que na hora do ataque não sentia nenhum remorso. A outra menina também falou sobre a sensação na hora do ataque. "A parte ruim de mim queria que ela morresse, a parte boa queria que ela vivesse".
Apesar de serem menores, as meninas respondem à justiça como adultas por tentativa de homicídio premeditado. Se condenadas, devem enfrentar 65 anos de prisão e mais de um milhão de reais são oferecidos para fiança.
Uma das meninas disse também que a ideia principal era atacar a outra jovem no banheiro de casa, entretanto, elas pensaram que não seria o melhor cenário porque teriam que limpar depois.
Fonte: Com informações do R7
Fonte:http://180graus.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário