quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Caixa empurra clientes de baixa renda para lotéricas e amplia insegurança

A Agência Caixa de Notícias, órgão de divulgação oficial do banco, divulgou no último dia 7 de agosto uma matéria sobre a importância das lotéricas no atendimento para pessoas de baixa renda, citando até o termo “inclusão financeira”. No material, a Caixa destaca que seus entrevistados “preferem” ser atendidos pelos correspondentes porque teriam acesso facilitado.
 Ocorre que a Caixa oficializa o que já é prática nos bancos privados e no BB, com o BB Mais: empurrando clientes de baixa renda para fora das agências bancárias através da ampliação de acesso a serviços nos correspondentes.
 A Caixa destaca que no país existem 13.125 casas lotéricas e que o atendimento nestes locais é “mais rápido e mais fácil”, que o horário estendido de atendimento “transforma as lotéricas em importante instrumento de inclusão financeira e de inserção bancária no Brasil”.
 A Caixa só esqueceu de comentar que as casas lotéricas e os correspondentes bancários Caixa Aqui (que já são 20 mil em todo o país) não possuem nenhuma medida de segurança garantidas por lei no acesso às agências bancárias, como a presença de vigilantes, de porta com detector de metal e biombos entre os caixas, por exemplo.
 De acordo com dados do Banco Central, a Caixa possui 3.342 agências bancárias no país.
Fonte: Seeb/Curitiba

Nenhum comentário:

Postar um comentário