terça-feira, 9 de setembro de 2014

VEREADOR GUSTAVO CONTINUA MEDINDO FORÇAS COM O EX-PREFEITO ADROALDO

Em acirrada corrida para ver quem dar mais votos para os candidatos a deputado federal, o vereador Gustavo com Antônio Brito disputa no muque, voto a voto, o eleitorado de Itororó com o ex-prefeito e líder de seu partido (PT), Adroaldo Almeida. Para tanto, ambos se dispuseram a realização de eventos na cidade com a participação de suas lideranças com mandatos no Congresso Federal. Adroaldo realizou na semana passada no fim de semana, um movimento na Praça do Festsol com o seu parlamentar, Geraldo Simões. A situação da oposição local, comandada pelo ex-prefeito não está nada fácil.
Foi realmente uma coisa triste de se ver: dos 5 mil e tantos votos que obteve Adroaldo nas urnas de 2012, não compareceu à praça, eleitores suficientes para lotar um toldo de 5 metros quadrado. Foi deprimente. Diria minha orelha esquerda: Quem foi naninha!
Esta é uma parte do tributo que Adroaldo está pagando por revelar quem realmente ele sempre fora, quando assumiu a prefeitura de Itororó. Ele não traiu sua história, traiu a história dos amigos que nele acreditou por mais de vinte anos.
Adroaldo foi ridicularizado de tal modo, que chegou ao ponto dos adversários de situação e do presidente da Câmara de Vereadores, o senhor Genivaldo Carneiro (Biduinha), relatar em suas considerações finais da última sessão de terça-feira o vexame que foi o episódio. Biduinha comparou o movimento a um “Mói de coentro”. Termo que define a quantidade de pessoas que comparece a eventos de disputas políticas em nossa cidade.
Por outro lado, na última sexta-feira, seu pupilo, o vereador Gustavo inaugura o comitê de Antônio Brito e Rosemberg, este, o mesmo candidato de Adroaldo para estadual, que compareceu ao evento e, foi só sorrisos de orelha a orelha.
O vereador Gustavo em matéria política, dentro dos moldes profissionais de fazê-la, como manda o figurino da direita histórica, deu um show de estratégia e um nó porco no ex-prefeito, que será difícil dele conseguir desamarrar pelos próximos 20 anos. Gustavo está surfando na crista da onda da oposição em Itororó. A conjunção dos astros, com a fusão Antônio Brito e Rosemberg lhe favorece, o que lhe credencia a ser o candidato natural do PT em 2016, dando um definitivo rabo de arraia no nome que o ex-prefeito Adroaldo queira empurrar para a disputa.
Existem alguns políticos que o povo quer distância dele, parecendo que o sujeito está com lepra; já, existem outros que é um grude só. O primeiro caso é o de Adroaldo; o segundo é o de sua cria, o vereador Gustavo.
Eu sou testemunha viva do tanto de tempo que durou para Adroaldo ter chegado ao poder, e mais viva ainda, do tão pouco tempo em que seu império ruiu; para o bem da humanidade, talvez, nunca mais aquele império se alevante, talvez.
Talvez, um dia, a cabeça de quem adota o conceito da história marchar sobre cadáveres seja extinta. Adroaldo, no seu teatro sem remorsos, pensa assim. Para melhorar o ser humano, temos de ser utopistas, pensando o contrário.
Esta é uma arena de guerra onde os corajosos e criativos gladiadores tendem a avançar em detrimento dos falsos fortes e covardes; quem pode mais chora menos. Todos têm sua porção de lágrima para derramar.
O vereador Gustavo vai ter vida mais difícil dentro do partido a partir de agora, e o primeiro Golias que ele vai enfrentar nessa “Roma antiga”, é o seu “carcará sanguinolento” líder imperioso, Adroaldo Almeida.
Milton Marinho

Nenhum comentário:

Postar um comentário