quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

ILHÉUS - Câmara de Vereadores monta esquema para empurrar votação do Orçamento em sessão extraordinária.

Jabes Ribeiro, presidente, de fato, da Câmara de Vereadores de Ilhéus.
Seguindo os interesses do executivo e não da sociedade, o presidente de ‘direito’ da Câmara de Ilhéus, Josevaldo Machado, está convocando todos os parlamentares ilheenses para uma SESSÃO EXTRAORDINÁRIA que deve acontecer dia 23/12, praticamente véspera de NATAL, no intuito exclusivo de votar e aprovar a qualquer custo os projetos 087 e 088/2014, que instituem o Código Tributário e a nova Planta Genérica de Valores e novas avaliações para cobranças absurdas do IPTU, para vigorar já a partir de 2015.
Além de caminhar a passos de tartaruga, a mesa diretora do parlamento local fecha este período na maior indecência, ao ponto de orientarem que os governistas faltassem na sessão desta terça-feira, 16, e certamente faltarão nesta quarta-feira, 17, no intuito de protelarem a votação da LOA para o dia 23, logo após a votação do Código Tributário, numa manobra totalmente esperta, mas, ilícita.
Se nesta quarta-feira, 17, de fato, deixar de acontecer à sessão ordinária por falta de quórum (faltas convenientes), como aconteceu hoje, dia 16, denuncias serão feitas ao Ministério Público pela sociedade organizada, para desarmar toda estratégia podre.
Todo o esquema montado é justamente em função de um erro primário da ‘Casa de Leis’, quando a priori, se marcou anteriormente a 2ª votação do Código Tributário para o dia 23, após a LOA. Algo totalmente ilegal que fere a legislação.
Por: Luciano Amaral, free-lancer do Jornal do Radialista. (www.jornaldoradialista.com.br)

Nenhum comentário:

Postar um comentário