quinta-feira, 19 de março de 2015

Mensagens de celular são alvos de reclamações em Juiz de Fora



Moradores de Juiz de Fora reclamam do recebimento de mensagens indesejadas no celular e em horários inapropriados. Normalmente, são textos enviados por números desconhecidos e de empresas contratadas para fazer o serviço. De acordo com o especialista em direito eletrônico, Lair de Castro, a prática não é irregular, mas a forma como essas companhias conseguem os números de telefone pode ser.
“Normalmente a pessoa não deu o número para esse tipo de serviço. Então, a obtenção desta lista é ilegal”, falou.
Na última semana, o estudante Jefferson Almeida reclamou nas redes sociais sobre as mensagens que recebeu. Ele conta que não sabe como conseguiram o seu número de telefone. “Eu comecei a receber esses textos nas eleições passadas. Eram mensagens relacionadas a políticos da região pedindo votos. Agora as mensagens falam sobre a aprovação de projetos e criticam a oposição. Eu não sou filiado ao partido desses políticos e não tenho contato com nenhum deles”, falou.
A estudante Luísa Jabour também questiona a forma como as empresas conseguem os números de telefone. E reclama ainda dos horários que as mensagens costumam chegar. “É uma invasão de privacidade. Nós nem sabemos como conseguiram nosso número e eles ficam mandando mensagens para a gente. Às vezes estamos dormindo, cansados e acordamos por causa disso”, reclamou. O mesmo é questionado pelo também estudante Sidnei dos Reis. “Primeiro eu fico curioso querendo saber quem está me procurando naquela hora. Depois vem a decepção. Eu não conheço e não sei como aquela pessoa chegou até mim e o que devo fazer para manter uma privacidade”, lamentou.
Segundo o especialista Lair de Castro, a saída para acabar com as mensagens indesejadas é respondê-las. “Se as mensagens continuarem mesmo após a pessoa fazer a manifestação negativa, o usuário terá em mãos a prova que ele precisa para entrar contra essas empresas. A legislação brasileira proíbe que a prática continue se houver uma resposta negativa”, explicou.
Foto: A solução é responder as mensagens indesejadas (Foto: Reprodução/TV Integração)
FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário