quarta-feira, 18 de março de 2015

PSICÓLOGO EXPLICA QUAIS OS BENEFÍCIOS DE VOLTAR À SALA DE AULA APÓS OS 60 ANOS


Buscar novos conhecimentos ajuda o indivíduo a se sentir vivo, útil, produtivo, reforça a auto-estima e proporciona projeções de futuro
A volta à sala de aula é sempre uma decisão muito importante na vida de qualquer indivíduo e principalmente para quem está na terceira idade. A busca de novos conhecimentos vem sendo significativa nos últimos tempos, e o objetivo não é essencialmente o diploma e sim a modernização, a reciclagem, a vontade de satisfazer a curiosidade e melhorar a qualidade de vida. O público dessa faixa etária vem sendo amparado pelos novos parâmetros de informação e as facilidades de inserção nas universidades, através de programas federais e da própria instituição.
Na visão de André de Souza, psicólogo de uma das maiores redes do país com foco voltado para o bem estar da população, a Rede Bem Estar, um dos maiores desafios encontrados para esta faixa etária no acesso a universidade, se concentra, especialmente no baixo valor da renda mensal e da aposentadoria.
“Quando eles juntam a mensalidade, refeições diárias, o material utilizado e o tempo gasto nos estudos, isso acaba se transformando em uma barreira contra a decisão de se inserir em uma instituição de ensino” enfatiza.
Porém, o psicólogo explica que a dedicação vai além das barreiras encontradas na trajetória acadêmica. “A dedicação, sem dúvida, é instrumento que reforça e muitas vezes garante a permanência do indivíduo em qualquer uma de suas atividades. Ser dedicado é, também, estar atento aos desafios tentando enfrentá-los prontamente, fazendo assim, com que as dificuldades que reforçam a desesperança sejam enfrentadas de modo mais fácil e estratégico. O apoio familiar, também é um fator determinante na construção do conhecimento durante esta faixa etária” pontuou.
A medicina atual vem nos mostrando através de estudos significativos que quanto mais às áreas cerebrais são estimuladas, com exercícios de raciocínio, ajudam a prevenir doenças como o Alzheimer e muitos outros déficits mentais.
“A estimulação cerebral, hoje comumente chamada de ginástica cerebral, pode, também, influenciar positivamente a auto-estima dos indivíduos na terceira idade, que, por julgamento social, não conseguiriam realizar atividades intelectuais avançadas. Buscar novos conhecimentos ajuda o indivíduo a se sentir vivo, útil, produtivo, reforça a auto-estima e proporciona projeções de futuro” finalizou o psicólogo.
Na Rede Bem Estar é possível encontrar diversas atividades e oficinas recreativas como aulas de informática, ginástica, artesanato e dança. Além de um cantinho para leitura, sala de massagem, sala de jogos e consultório dentário.
Para maiores informações sobre a Rede Bem Estar e os benefícios que ela oferece entre em contato através do site:www.redebemestar.com - email contato@redebemestar.com ou pelo telefone (11) 3159-3918
(DINO)

Nenhum comentário:

Postar um comentário