quarta-feira, 18 de março de 2015

Segurança: Governo da Bahia propõe central de monitoramento

Diante do alto índice de ataque a bancos na Bahia, já são 57 apenas em 2015, a busca por soluções imediatas para acabar com as inseguranças nas agências é pauta inadiável. E a iniciativa, enfim, parece que surgiu. O governador Rui Costa prometeu enviar comunicados para Febraban (Federação Brasileira dos Bancos) e o Ministério da Justiça, com propostas para reduzir as ocorrências em todo o país.
A solicitação é demanda antiga dos bancários. O documento prevê instalação de câmeras de segurança interna e externa com qualidade e em todas as unidades e terminais de autoatendimento.
A proposta prevê ainda a criação de centrais de monitoramento online, o que possibilita o acionamento remoto de contramedidas, como jatos de fumaça densa, água ou produtos químicos não letais e protocolos de seguranças locais e nacionais.
Números
O governo do Estado aponta que as ações policiais resultaram, na atual gestão, em 582 prisões, 117 resistência à prisão e 78 desarticulações de quadrilhas. Entre 2011 e 2014, foram apreendidos 1.729 explosivos e 386 armas de fogo.
Fonte: O Bancário

Nenhum comentário:

Postar um comentário