segunda-feira, 29 de junho de 2015

TÉCNICA ESTÉTICA PROMETE REJUVENESCER A REGIÃO VAGINAL MELHORANDO O ORGASMO E A LUBRIFICAÇÃO

O tratamento, já é sucesso nos Estados Unidos, Europa, Ásia, entre outros países, atende pelo nome de "FEMILIFT", uma nova técnica que está chegando ao Brasil, com objetivo de rejuvenescer a região vaginal devolvendo elasticidade e melhorando orgasmo
Sabemos que com a idade não somente a pele envelhece, mas todos os nossos órgãos e sistemas incluindo, órgãos sexuais, como vagina e grandes lábios, o que de certa forma, acaba causando uma série de transtornos à mulher e seu parceiro. Não somente porque a vida sexual passa a ser menos prazerosa, mas também porque com isso aparecem sinais de incontinência urinária de esforço (liberação involuntária de pequenas quantidades de urina quando ri ou chora, por exemplo). Dra Daniela Ribeiro dermatologista especialista em medicina estética nos conta que justamente na fase que a mulher começa a sentir os sinais do envelhecimento, o corpo caindo, a celulite aparecendo e as rugas evidentes, esses sintomas sexuais aparecem, fazendo-as se sentirem menos desejadas ainda, isso sem contar com o desconforto social com a situação.
É ai que a tecnologia entra em ação, os lasers, já há algum tempo, os queridinhos das mulheres para ajudá-las em sua pele e corpo, agora evoluíram. Segundo a Dra Daniela a grande novidade nesse quesito alcançou os órgãos sexuais femininos, o tratamento, já é sucesso nos Estados Unidos, Europa, Ásia, entre outros países, atende pelo nome de "FEMILIFT", uma nova técnica que está chegando ao Brasil, com objetivo de rejuvenescer a região vaginal devolvendo elasticidade, melhorando orgasmo e lubrificação.
A Dra. explica que a técnica consiste em utilizar um laser de CO2, já muito usado para outros fins estéticos, com uma ponteira desenvolvida para ser introduzida na vagina. O laser promove uma microlesão da mucosa, com intuito de estimular o aumento da epiderme (nessa fase, bastante fina, atrófica) e aumento das fibras elásticas (aos moldes do que se faz com a pele) e assim, tornar a vagina mais firme.
Ainda segundo a Dra Daniela, uma das grandes novidades é que, diferente do que antes, quando os tratamentos a laser vaginais surgiram, é que agora existem ponteiras descartáveis para serem acopladas ao laser, tornando o tratamento muito mais seguro, sem riscos de transmissão de qualquer doença.
Os parceiros sem dúvida agradecem a novidade. E assim dá para ser feliz por dentro e por fora.
São Paulo (DINO)

Nenhum comentário:

Postar um comentário