segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Nota de Pesar – Fernando Gundlach

Ele sempre buscou a harmonia dos sons, a apuração musical, a afinação com a vida. O engenheiro de som Fernando Gundlach, 62 anos, estava em um ponto de ônibus, neste domingo, quando foi pego pela violência de uma agressão à queima roupa. Foi levado ao Hospital Roberto Santos, para uma cirurgia. Não resistiu. Teve morte confirmada na tarde desta segunda-feira. Fernando morreu deixando como viúva Neu Oliveira.
A perda foi lamentada por amigos, parentes, admiradores, seguidores a quem ajudar a formar, como gerações de alunos. Natural de Porto Alegre, Fernando Gundlach cristalizou sua carreira no universo cultural da Bahia. O sonoplasta foi instrutor de oficinas de sonorização da Rede Motiva, instrutor de cursos de áudio básico e avançado da Pracatum Mídias Sonoras, técnico de som de Luiz Caldas, técnico de som e iluminação do Teatro Maria Bethânia, técnico de gravação de diversão de diversos discos, entre eles, Jimmy Cliff.
Em seus cursos de formação em áudio, Fernando Gundlach utilizava o espaço do Teatro Castro Alves para dar aulas práticas de passagem de som dos eventos do teatro. Em 2012, ministrou aulas de Sonorização no curso de Tecnologias em Artes Dramáticas, uma parceria da FUNCEB, Instituto Federal da Bahia (IFBA) e TCA.
A Funceb lamenta profundamente o ocorrido, repudiando toda e qualquer forma de violência.------------------------------------------------------
Assessoria de Comunicação
Fundação Cultural do Estado da Bahia – FUNCEB

Nenhum comentário:

Postar um comentário