LUIZA

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

SHOW DE COMPOSITORES GRAPIÚNAS CELEBRA DIA DA CONSCIÊNCIA NEGRA EM ILHÉUS, DIA 20



Na próxima sexta-feira, 20, em Ilhéus, o projeto Encontro Grapiúna de Compositores e Compositoras chega à sua 7ª edição. Mãe Ilza Mukalê, mãe de santo e referência cultural no Estado da Bahia, é uma das atrações de novembro e, juntamente com Nado Costa, Glendha e Vítor Patrício, fará parte de um grande show de composições inéditas, celebrando o Dia Nacional da Consciência Negra. O evento começa às 20h, na Tenda Teatro Popular de Ilhéus (Av. Soares Lopes) os ingressos custam R$12 e R$6 reais e podem ser adquiridos na Livraria Papirus ou no local do show.
Neste mês, além dos compositores e compositoras, teremos a participação de músicos das bandas da Organização Gongombira de Cultura e Cidadania e do Grupo Cultural Dilazenze, e Rogério Alves (Banda Quizila) como baterista do mês. Também participam acompanhando os compositores Herval Lemos e Eddy Oliveira.

Encontro Grapiúna de Compositores Compositoras
Iniciado em julho deste ano, o projeto segue com shows mensais - sempre às sextas-feiras, às 20h, na Tenda TPI - colocando Ilhéus na rota dos encontros desse modelo, que são sucesso nas capitais do país. O objetivo é dar visibilidade às obras autorais dos artistas da, fomentando a criação musical e divulgando a produção autoral do/no Sul da Bahia. Esta edição continua com o mesmo formato das anteriores: um palco, quatro artistas grapiúnas, um percussionista, além músicos convidados que contribuem com o brilho das apresentações, tocando ou cantando. Já participaram do Encontro nomes como Jef Rodrigues, Edu Neto, Jaque Barreto, Cabeça Isidoro, Laís Marques, Marcus Marinho, Brena Gonçalves, Ismera Rock, Eloah Monteiro, Eddy Oliveira, Djalma Assis, Cláudio Vieira, Ize Duque, Shailla, Dona Val, Aline Marianne, Fabiano Carillo, Herval Lemos, Sérgio Di Ramos, Danilo Nascimento, Cris Passos, Sérgio Nogueira, Cris e Marcelo e Chico Dias. Para o compositor e idealizador do projeto, Cabeça Isidoro, “a nossa região é muito rica cultural e artisticamente, não é só Jorge Amado que cria por aqui. Temos que abrir os olhos para outros Jorges, tão brilhantes e tão filhos daqui quanto o Amado”.
Para mais informações, acesse a fanpage do projeto: facebook.com/EncontroGrapiunadeCompositoresECompositoras

Nenhum comentário:

Postar um comentário