LUIZA

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

CÂMARA MUNICIPAL DE ILHÉUS - NOTA PÚBLICA

A Mesa Diretora da Câmara Municipal de Ilhéus, diante dos fatos lamentáveis ocorridos durante a Sessão Legislativa do dia 01/12/2015, resolveu emitir a presente nota pública expondo o sentimento de repúdio diante da desordem ocorrida.
As ações lamentáveis promovidas pelos sindicatos, representantes dos servidores públicos desencadearam tumultos e algazarras durante a sessão plenária, o que dificultou a construção de um
diálogo para a solução de problemas.
A mesa diretora enfatiza que discordar de posicionamentos e debater de forma salutar é saudável às instituições democráticas, entretanto sem o uso de mecanismos ilegais e manipulativos, ofensivos a ordem pública e aos princípios democráticos.
O debate é necessário para respeitar, comentar, discordar e argumentar sobre as ideias expostas, no entanto, o radicalismo autoritário que promove distúrbios e estimula ânimos, cega o entendimento e
dificulta a construção do diálogo para a obtenção de objetivos pelo bem Mesa Diretora
Presidente Tarcísio Paixão
Ilhéus-Ba 01/12/2015

Um comentário:

  1. Vanderley Gonçalves1 de dezembro de 2015 22:52

    A Câmara Municipal de Ilhéus deveria levar em consideração que NÓS, eleitores munícipes, REPUDIAMOS a inação desta casa diante da situação de desgoverno tal qual a nossa cidade vem passando. Nossas crianças não tem escola. Algumas inclusive são OBRIGADAS a "estudar" em bares, outras em cubículos alugados sem a menor condição de aprendizagem. A Câmara Municipal de Ilhéus deveria levar em consideração que a população REPUDIA o fato de membros desta casa de leis serem acusados de exigir propina para aprovar as contas do ex prefeito Newton Lima, contas estas reprovadas pelo TCM. A Câmara Municipal de Ilhéus deveria levar em consideração que a população que não aguenta mais sofrer com falta de remédios nas unidades de saúde, com falta de merenda escolar para as nossas crianças, com transporte público de péssima qualidade e tarifa absurdamente cara, com falta de atrativo turístico, com falta de atrativos para instalação de empresas que gerariam diversos empregos para o nosso povo. Que REPUDIAMOS o nepotismo dentro da prefeitura, em suas diversas secretarias... O que a Câmara Municipal de Ilhéus chama de baderna, a população entende como um grito de socorro. Não que atos de violência e vandalismo justifiquem quaisquer fatos. Mas, será que permitir que o executivo deixe desassistida uma população de quase 400 mil habitantes não é cometer violência contra os direitos fundamentais dos cidadãos? Que moral tem a Câmara Municipal de Ilhéus?

    ResponderExcluir