LUIZA

terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Cespe: uma errada anula DUAS certas - Por que o Cespe utiliza o critério "uma errada anula uma certa"?


 por Qualconcurso Consultoria
De acordo com a própria banca, "para descartar a possibilidade de acerto ao acaso. O procedimento é justificável em um processo que visa selecionar o candidato com melhor capacidade de analisar, interpretar e responder a partir do que aprendeu, descartando o “chute”. A anulação de um item correto para cada resposta incorreta é, portanto, uma segurança a mais de que a classificação no processo se deve ao desempenho individual do candidato e não à sorte."
Isso só faz sentido para o chute completamente aleatório, mas, na prática, as chances de acerto são normalmente maiores que 50%. Especialmente para candidatos mais proficientes.
Clique aqui para Assistir ao Vídeo
Essa não é a razão real!
O que a banca quer, na verdade, é evitar que questões de baixa discriminação (esse é o termo técnico da Teoria da Resposta ao Item) sejam respondidas. O objetivo da prova é eleger os melhores candidatos, mas nem todas questões cumprem bem esse papel (as ditas questões de baixa discriminação). Então, para o examinador, o melhor é estimular a não resolução dessas questões.
O problema é que existe um mito, difundido repetidamente por professores, de que não se deve "chutar". Ou então citam "técnicas ninjas" de chute. A análise estatística dessas "bruxarias" mostra que elas não funcionam!
Já mostramos que, mesmo uma questão errada anulando uma certa, o candidato deve SEMPRE marcar todas as alternativas. Entenda melhor nesse artigo.
O que o Cespe pode fazer para atingir seu objetivo?
De forma resumida, as questões de maior discriminação avaliam melhor. Idealmente, o examinador gostaria de aplicar apenas questões desse tipo, mas na prática é muito difícil calibrá-las sem comprometer a segurança.
Tipicamente, as piores questões (de mais baixa discriminação) terminam anuladas. As demais, a banca tenta diminuir suas relevâncias divulgando o mito de que não compensa "chutar".
Quando os candidatos entenderem que não faz sentido deixar nenhuma questão em branco, a única saída para o Cespe será mudar os editais de forma que uma errada anule duas certas.
Conheça o QualConcurso. Basta clicar aqui para baixar GRATUITAMENTE o nosso e-book com os 4 passos para aprovação em concurso público.
Fonte Qualconcurso Consultoria
sabemos onde e como passar em Concurso Público

Nenhum comentário:

Postar um comentário