LUIZA

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Itabuna discute em Brasília a liberação de verbas para Pacão

O secretário de Planejamento e Tecnologia de Itabuna, Wenceslau Júnior, reuniu-se com ministro das Cidades, Gilberto Kassab, em Brasília, na terça-feira, 17, para negociar a liberação de verbas para obras nos bairros da zona oeste. As obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) foram interrompidas no início deste ano após atraso nos repasses pela União.
Além de Gilberto Kassab, o secretário Wenceslau Júnior se encontrou com técnicos do Ministério das Cidades após um pedido do prefeito Claudevane Leite, que está preocupado com o andamento das obras que vão beneficiar moradores dos bairros Jorge Amado, Maria Matos (Rua de Palha), Lomanto, Santa Catarina, Sinval Palmeira, Campo Formoso, Nova Itabuna, além da Bananeira. “Assumimos um compromisso com os moradores de concluir as obras saneamento básico e estamos trabalhando para que isso ocorra”, afirma o prefeito.
Vane lembra que no bairro Sinval Palmeira as obras já foram concluídas, e os trabalhos estão avançados no Nova Itabuna, Jorge Amado e Campo Formoso. No Nova Itabuna, por exemplo, foram concluídos cerca de 80% dos serviços de rede esgotamento sanitário, mais de 40% da rede de drenagem pluvial, além de ligações domiciliares e construção de galerias. Para a segunda etapa das obras estão previstos terraplanagem, meio-fio, construção de calçadas e pavimentação asfáltica das ruas.
Andamento
No Maria Matos as obras estão no estágio de implantação das redes de esgotamento sanitário e pluvial. Além dos serviços de urbanização, o bairro será contemplado com uma estação de tratamento de esgoto, implantação de meio-fio, calçada e pavimentação asfáltica. “As obras foram aceleradas também nos bairros Campo Formosa e Jorge Amado, cuja pavimentação foi iniciada em algumas ruas”, diz Wenceslau Júnior.
O secretário de Planejamento e Tecnologia explica que a expectativa é que até a próxima semana sejam definidos um cronograma para liberação dos recursos e data para a retomadas das obras, que estão orçadas em cerca de R$ 30 milhões. “ O atraso nas obras prejudica a população, atrapalha o planejamento da prefeitura e encarece os serviços. Tivemos uma grande luta para viabilizar a execução das obras e a sua conclusão é questão de honra para o governo municipal”, diz Wenceslau.
Nesta quarta-feira, o secretário voltou a se reunir com os técnicos do Ministério das Cidades para discutir um cronograma de liberação dos recursos. Ele afirma que a atuação do deputado federal Davidson Magalhães está tendo um papel muito importante nesse processo que visa a liberação dos repasses para as obras em Itabuna.

Nenhum comentário:

Postar um comentário