LUIZA

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Itabuna sediará etapa territorial da 2ª Conferência Nacional de ATER

A inclusão de Itabuna no próximo edital de chamada pública de ATER e nas políticas emergenciais do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), além da criação de estrutura de comercialização para a agricultura familiar são as principais propostas para a etapa territorial da 2º Conferência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (CNATER). Prevista para os dias 22 e 23 deste mês, em local a ser definido, terá como lema “ATER - Agroecologia e Alimentos Saudáveis”.
O evento territorial terá o objetivo de estabelecer estratégias e ações prioritárias e promover a universalização do atendimento aos agricultores. As principais propostas às etapas seguintes da Conferência foram recolhidas durante Conferência Intermunicipal de ATER no Sindicato de Trabalhadores Rurais de Itabuna no dia 27 de janeiro passado.
No evento também ficou definida a manutenção do compromisso firmado entre Prefeitura de Itabuna, através da Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente (Seagrima) e o Governo federal para a prestação de serviços de assistência técnica e extensão rural para a promoção do desenvolvimento sustentável com base na agricultura familiar.
Segundo a assistente social Dulce Marinho, da Seagrima, o compromisso da Prefeitura retrata um processo de construção social e de diálogos, que são fundamentais para garantir a ampliação e consolidação da democracia dentro da extensão rural. “No momento da Conferência, o governo municipal e a sociedade civil compartilham ideias e refletem sobre as práticas, além proporcionarem a consolidação de um forte instrumento de negociação para o meio rural”, disse.
Com participação de 15 instituições rurais de Itabuna, a realização da etapa de preparação municipal da 2ª Conferência Nacional teve apoio da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR) e da BAHIATER. Já a etapa nacional, prevista para o período de 30 de maio a 3 de junho, será precedida de conferências territoriais, municipais, intermunicipais, estaduais, distrital e temáticas.
A Segrima já realiza ações de ATER, através do Programa Agricultura em Ação, que leva profissionais engenheiros agrônomos e ambientais, veterinários, biólogos e técnicos agrícolas a visitar lotes dos produtores rurais para prestar esclarecimentos e informações que melhorem sua produção, através da forma de cultivo. Além de observar e descobrir se há interesse por parte dos pequenos agricultores em contar com orientação técnica, o programa tem tido boa receptividade no campo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário