terça-feira, 26 de abril de 2016

Filme de Luiz Paulino dos Santos é lançado pela Dimas/FUNCEB

Um registro poético do povo Zoró com foco nos seus curumins, resultou no documentário Ikatena: Vamos Caçar?, em 1982. Após 30 anos, o cineasta Luiz Paulino dos Santos voltou à tribo para reencontrar aquelas crianças que filmou, agora homens indígenas evangelizados. O reencontro resultou no longa-metragem Indíos Zoró: Antes, Agora e Depois, que terá lançamento especial pela Dimas, Diretoria do Audiovisual da Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB), na Sala Walter da Silveira, nesta quinta (28.04), às 19h. A sessão é gratuita para o público.Esta é também a oportunidade para reencontrar a poética de um dos pioneiros do cinema baiano, Luiz Paulino dos Santos, que é autor de Um dia na Rampa (1960), Crueldade Mortal (1976), entre outras obras marcantes da nossa cinematografia. O documentário Indíos Zoró: Antes, Agora e Depois teve sua última exibição, dia 23 de janeiro deste ano, na 19ª Mostra de Cinema de Tiradentes (MG) e já é bastante elogiado pela crítica cinematográfica.
Quem ainda não viu “Ikatena: Vamos Caçar?”, poderá ter acesso ao filme na íntegra no vimeo, através do seguinte link:https://vimeo.com/163027727. A narrativa mostra a iniciação dos meninos da tribo Zoró na arte da caça, a educação, o aprendizado das artes, crenças, danças e lendas. Foi filmado no parque Aripuanã, entre os estados de Mato Grosso e Rondônia.
SERVIÇO:
Exibição do filme “Índios Zoró: Antes, agora de depois”
Onde: Sala Walter da Silveira – Complexo Cultural dos Barris
Quando: 28 de abril (quinta-feira), 19h
Entrada Franca
Índios Zoró - Antes, Agora e Depois? (PE, 2015)
Direção: Luiz Paulino dos Santos
Duração: 70 minutos
Documentário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário