sábado, 18 de junho de 2016

BRASILEIRO TEM O COSTUME DE MISTURAR VIDA PESSOAL COM PROFISSIONAL

(DINO) A vida profissional pode atrapalhar a pessoal e vice-versa? Segundo o especialista em comportamento humano e presidente da Sociedade Latino Americana de Coaching (SLAC), pode sim. Levar o problema de casa para o escritório ou do escritório para a casa é um erro bastante comum do brasileiro.Se alguma coisa der errado no trabalho, você chega em casa irritado e acaba descontando em pessoas que convivem com você. Se você briga em casa, chega ao trabalho, no dia seguinte, e não consegue se concentrar, pensando no que vai fazer ou podia ter falado. Mas como resolver isso?
Sulivan França acredita que a separação não é fácil, mas a pessoa precisa aprender a fazer isso. "Hoje em dia, com a tecnologia que temos, é difícil nos desligarmos quando chegamos em casa, mas é só questão de costume. Precisamos aprender que, com essa prática, acabamos nos tornando mais produtivos", afirma.
Não responder e-mails e não atender a ligação é um excelente começo. "Em alguns momentos, não vai ser possível colocar isso em prática. Mas não precisa ser sempre assim. Muitas coisas que temos o costume de fazer fora do horário de trabalho podem ser adiadas até a manhã seguinte", explica.
São coisas simples que o brasileiro não faz apenas por falta de costume, mas com planejamento e disciplina, a pessoa acaba mudando. Outra dica de França é não misturar os assuntos nos ambientes. "Não confunda os assuntos do trabalho e de casa, saiba o que falar. O que é do trabalho, fica no trabalho e o que é de casa, fica em casa. A mudança vai acontecer aos poucos, mas vai acontecer", finaliza.

Nenhum comentário:

Postar um comentário