sábado, 11 de junho de 2016

Em evento pela paz, Pelé e Maradona se abraçam e prometem acabar com brigas

Em um jogo pela paz, realizado nesta quinta-feira (09) em Paris, Pelé e Maradona se abraçaram e prometeram acabar com as brigas e a intensa rivalidade de décadas entre ambos. "Gostaria de agradecer ao Pelé por estar aqui conosco. Gostamos muito dele e sabemos quem foi e quem sempre ele será. Pelé é bem-vindo à nossa família. Sem mais brigas, te prometo", disse o argentino durante o evento.
O "Rei do Futebol" afirmou que o mais importante desse momento é "a mensagem de paz". "Obrigado ao meu amigo Maradona por essa oportunidade. Peço um grande aplauso para ele", disse Pelé aos presentes.Sob aplausos, os dois caminharam pelo campo de mãos dadas e pararam para diversas fotos em frente a um painel do organizador da partida, a marca Hublot. Pelé, que se recupera de um internação, foi ao local de bengala e estava com dificuldades para se locomover.
Desde que Maradona surgiu para o futebol mundial, argentinos e brasileiros divergem sobre quem foi o melhor da história. Para esquentar ainda mais a rivalidade, diversos rankings especializados no esporte divergem sobre quem foi o mais completo.
Até mesmo o papa Francisco é conhecido por pedir a seus convidados brasileiros para definir 'quem é melhor: Maradona ou Pelé?' Os dois eram os treinadores da partida promocional, que contou com vários ex-jogadores famosos do futebol mundial.
O brasileiro "comandou" a equipe que tinha Dida, Rio Ferdinand, Fernando Hierro, Bebeto e Hernán Crespo. Já o argentino foi o comandante - e entrou em campo para fazer um gol de pênalti - dos ex-atletas Peruzzi, Marco Materazzi, Ciro Ferrara, Clarence Seedorf e David Trezeguet.
O jogo durou 30 minutos e terminou empatado em 8 a 8. O evento faz parte da série de atrativos antes do início da Eurocopa, que começa nesta sexta-feira (10) e segue até o dia 10 de julho.
Da Agência Brasil/Agência Ansa.
FA

Nenhum comentário:

Postar um comentário