sexta-feira, 22 de julho de 2016

ITABUNA - Prefeitura apoia Mutirão da Justiça Social do Pacto pela Vida

Itabuna faz aniversário no próximo dia 28, mas é a população que receberá o presente em forma de prestação de serviços nas áreas de saúde, assistência social e jurídica, dentre outras. O Governo do Estado em parceria com a Prefeitura promoverá o Mutirão da Justiça Social do Pacto pela Vida, que será realizado das 8 às 14 horas, no Centro Social Urbano Elzo Pinho de Magalhães (CSU), para atender as famílias do Sarinha Alcântara e de outras partes da cidade, principalmente pessoas em situação de vulnerabilidade social.
O evento faz parte do programa Pacto pela Vida, do Governo do Estado, através das secretarias de Justiça, Direitos Humanos e de Desenvolvimento Social, com o apoio da Prefeitura de Itabuna, por meio das secretarias municipais da Saúde e da Assistência Social, contando ainda com a Defensoria e Ministério Público estadual e PROCON.

Durante o mutirão a população terá serviços de orientação ao consumidor; emissão de documentos como Carteira de Identidade (1ª e 2ª vias), Carteira de Trabalho (1ª e 2ª vias); gratuidade na emissão a 2ª via da Certidão de Nascimento, entre outros serviços jurídicos. Ainda poderá contar com o Odontomóvel, que durante a semana faz atendimento gratuito em odontologia.
Os profissionais e técnicos da Secretaria Municipal de Saúde garantirão presença para prestar serviços desde orientação e promoção da saúde a programas desenvolvidos na rede pública de atenção básica, como doação de órgãos, aferição de pressão arterial, realização de exames e testes rápidos de HIV, de glicemia, hepatites e de outras doenças sexualmente transmissíveis (DST). O secretário municipal de Saúde, Paulo Bicalho, disse que a inciativa do Governo do Estado demonstra a preocupação em levar serviços essenciais à população.
Caberá à Secretaria Municipal de Assistência Social (SAS) disponibilizar serviços e informações, a exemplo do cadastramento de programas Bolsa Família, etc. e atendimento pelas equipes do CRAS – Centro de Referência de Assistência Social e o CREAS – Centro de Referência Especializado de Assistência Social, duas unidades públicas que pertencem à Secretaria. Ambas atuam com foco em pessoas em situações vulneráveis e de risco social de acordo com o secretário Evandro Pereira dos Santos Filho.
O Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) previne a ocorrência de situações de riscos sociais através do desenvolvimento e monitoramento das famílias com atividades que promovam o fortalecimento dos vínculos familiares e sociais, aumentando o acesso aos direitos da cidadania, enquanto o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) oferece apoio e orientação especializados a pessoas que já têm suas situações de risco comprovadas, ou seja, que são vítimas de violência física, psíquica e sexual, negligência, abandono, ameaça, maus tratos e discriminações sociais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário