sábado, 24 de dezembro de 2016

GOVERNO TEMER QUER IMPOR A ESCRAVIDÃO MODERNA

Não basta tentar aprovar a terceirização sem limites a todo custo. O governo de Michel Temer agora quer impor a escravidão moderna com a chamada jornada intermitente ou móvel de trabalho, com a aprovação do PLS 218/2015, do senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES), em tramitação no Senado Federal. O texto desobriga o horário fixo e ainda abre brechas para derrubar direitos como salário regular e pagamentos apenas
proporcionais de direitos como o 13º salário e as férias. Ao que parece, a intenção é utilizar nichos de mercado como bares, restaurantes e hotéis para criação de um instrumento de precarização do emprego em todos os segmentos econômicos. Além de desconstruir as leis trabalhistas, o projeto pode minar ainda mais o consumo, sobretudo dos mais jovens que, sem alternativas, poderão aceitar jornadas superiores a 12 horas ou contratos com base apenas na demanda das horas trabalhadas.
Fonte: SBBA

Nenhum comentário:

Postar um comentário