sábado, 11 de fevereiro de 2017

Polícia Civil fecha boca de fumo e prende seis suspeitos por tráfico de drogas em Palmas

Rogério de Oliveira / Governo do Tocantins


Rogério de Oliveira / Governo do Tocantins


Policiais Civis da Delegacia Especializada na Repressão a Narcóticos (Denarc), comandados pelo delegado Guilherme Rocha Martins realizaram, na noite desta quinta-feira, 9, em Palmas, mais uma operação de combate ao tráfico de drogas, que resultou no fechamento de uma boca de fumo, localizada na Quadra 1007 Sul, na prisão de seis suspeitos por tráfico de drogas e na apreensão de mais de 1kg de cocaína pura.
Durante a ação, os policiais civis efetuaram a prisão em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico de Ramon Nunes Nascimento, 20 anos, Rômulo Nunes Nascimento, 20 anos, Josivan Paulino da Silva, 25 anos, Leomar Alves Teixeira Filho, 21 anos, Thierre Manoel Neves Ferreira, 19 anos e Luiz Fernando Rodrigues Barbosa, de 21 anos.

De acordo com delegado Guilherme, após um intenso trabalho investigativo e de monitoramento, os agentes da delegacia especializada constataram que a residência, pertencente aos irmãos Rômulo e Ramon estava sendo utilizada como uma espécie de ponto de venda de drogas e que o local era gerenciado por Leomar e Luiz Fernando.

Durante o monitoramento, os policiais civis flagraram uma intensa movimentação de usuários no local. Com base nessas informações, na noite dessa quinta-feira, as equipes da Denarc obtiveram informações de que a quadrilha receberia um carregamento de drogas e, desta maneira, abordaram e prenderam os indivíduos no momento em que os mesmos saiam para realizar as entregas de drogas.

Com os seis suspeitos, os agentes apreenderam, cerca de 1kg de cocaína, tipo escama, com alto teor de pureza, já embaladas em porções e prontas para a venda, além de balanças de precisão e outros insumos para embalar o entorpecente. Diante das evidências, Rômulo, Ramom, Leomar, Thierre, Luiz Fernando e Josivan foram levados até a sede da Denarc, onde foram autuados em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas.

De acordo com as investigações conduzidas pela Denarc, cada membro da organização criminosa era responsável por uma tarefa pré-estabelecida, uma vez que o ponto era comandado por Luiz Fernando e Leomar e os demais integrantes eram responsáveis por efetuar o armazenamento e a distribuição da droga.

Os policiais civis descobriram que o grupo era especializado em abastecer, com drogas, bares de classe média alta da Capital. Após os procedimentos cabíveis, os seis indivíduos foram encaminhados à Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPPP), onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário