LUIZA

sábado, 4 de março de 2017

UFSB terá um ciclo de oficinas para a Implantação de uma “Casa Inteligente de Práticas Sustentáveis”

A Universidade Federal do Sul da Bahia terá um ciclo de oficinas para a Implantação de uma “Casa Inteligente de Práticas Sustentáveis” no Campus Jorge Amado, em Ferradas/Itabuna, nos meses de março e abril de 2017. As oficinas serão ofertadas por docentes da UFSB e especialistas da região que integram o Programa Integrado de Pesquisa, Extensão, Criação e Inovação (PIPECI) em Meio Ambiente e Saneamento da UFSB. As oficinas são direcionadas para os estudantes da UFSB e pessoas das comunidades de entorno do campus, com especial interesse na área.
Interessados em participar deverão preencher o formulário eletrônico disponibilizado no link e ficar atentos ao período de inscrições. Nas oficinas, os cursistas terão oportunidade de conhecer a “Casa Inteligente” e contribuir para a implantação das “Práticas Sustentáveis” e, ainda, absorver os conceitos técnicos relacionados com o cotidiano da Casa Inteligente, podendo se tornar usuários e disseminadores das práticas.
Segundo o coordenador das oficinas, o Prof. Marcelo Soares Teles Santos, docente da UFSB, a proposta consiste na requalificação de espaços e processos de uma casa convencional, visando o seu funcionamento dentro dos princípios atuais de sustentabilidade, ou seja, a transformação de uma casa convencional em uma Casa Inteligente de Práticas Sustentáveis.
A Casa Inteligente, além de ser adaptada por intervenções da “Arquitetura Sustentável ou Ecológica”, especialmente relacionadas com o aproveitamento de iluminação e ventilação natural (toldos, jardins verticais, telhado verde, ventilação cruzada), será operacionalizada com práticas cotidianas sustentáveis, tais como coleta, reutilização, reciclagem, tratamento e disposição final de resíduos sólidos; coleta e aproveitamento de água de chuva; coleta, tratamento e reuso de águas residuárias; uso de energias limpas (solar, eólica, biogás); e, uso de técnicas de agricultura familiar (Agroecologia e Produção Orgânica). Essa requalificação será realizada em uma das edificações já existentes do Campus Jorge Amado.
O professor explica que as instalações e a operação da Casa Inteligente de Práticas Sustentáveis permitirão, num futuro próximo, o desenvolvimento de pesquisa, extensão, criação e inovação na área de Sustentabilidade. E, ainda, a Casa Inteligente será utilizada nas práticas de “Ensino Contextualizado de Ciências e Engenharias” pelos estudantes da Formação Escolar Básica da região e dos cursos de Graduação e Pós-Graduação da Universidade. Além disso, a partir de visitas orientadas, a Casa Inteligente permitirá divulgar e popularizar a proposta para diversos públicos, tais como estudantes, profissionais e empresários da área de sustentabilidade, comunidade em geral, consistindo em uma fonte potencial para o desenvolvimento desse setor econômico de demanda crescente na sociedade moderna.
O fato de a “Casa” ser, além de sustentável, também “Inteligente”, se justifica, pois, a maioria dos processos serão mensurados, monitorados e disponibilizados em tempo real na tela do computador, sendo utilizados no desenvolvimento de processos de otimização e eficientização das práticas sustentáveis. Nesse caso, vale destacar que todas as operações da Casa Inteligente serão gerenciadas por estudantes da UFSB, especialmente do Curso de Engenharia da Sustentabilidade, os quais poderão conhecer, na prática, os conceitos que terão que aprender nos Componentes Curriculares da Universidade.

Recursos, Olimpíada e Sustentabilidade
Os recursos para a compra dos materiais necessários às transformações da casa, de convencional para sustentável, foram disponibilizados a partir do Edital FAPESB n° 005/2016 - Programa de Popularização da Ciência e Tecnologia: Olimpíadas de Ciências, onde foi aprovada a proposta “I Olimpíada de Sustentabilidade do Sul da Bahia”, tendo como coordenador também o docente Marcelo Santos. Segundo ele, “a Olimpíada visa a divulgação e a popularização da Ciência e Tecnologia para estudantes do Ensino Básico (Fundamental e Médio) do Sul da Bahia, especialmente nos municípios atendidos pelos Colégios Universitários da UFSB (CUNIs), como forma de estimulá-los ao estudo do campo das ciências, a partir de um tema interdisciplinar de relevância aos problemas contemporâneos, a sustentabilidade”. A realização da Olimpíada está prevista para outubro de 2017, e as atividades serão realizadas em três fases: i) avaliação teórica escrita, nas escolas, ii) avaliação prática experimental, na UFSB, e iii) ciclo de palestras científicas e tecnológicas com apresentação de trabalhos, na UFSB. A avaliação prática experimental será realizada na Casa Inteligente de Práticas Sustentáveis.
A Coordenadora de Sustentabilidade da UFSB, Valerie Nicollier, destaca que a Casa Inteligente será importante na construção e consolidação do Modelo Institucional de Sustentabilidade da UFSB, que prevê, a criação de um programa permanente de promoção de práticas de sustentabilidade com cinco níveis de intervenção: 1. Ensino - educação dos tomadores de decisão para um futuro sustentável; 2. Pesquisa e Extensão - investigação de soluções, paradigmas e valores que sirvam a uma sociedade sustentável; 3. Vida Universitária - operação dos campi universitários como modelos e exemplos práticos de sustentabilidade em escala local; 4. Coordenação e Comunicação – articulação entre os níveis anteriores e entre estes e a sociedade; e 5. Consenso Universitário – representando os princípios norteadores da sustentabilidade na UFSB, conforme explicitado no seu Plano Orientador.
Foto: Geosolares Energias Renováveis

Nenhum comentário:

Postar um comentário