LUIZA

segunda-feira, 29 de maio de 2017

Temer troca ministros da Justiça e da Transparência

Portugal Digital

FOTO:DF/ARQ

Em curta nota divulgada neste domingo (28) pela Presidência da República é anunciada a saída de Osmar Serraglio, sem dar explicações sobre os motivo.Serraglio estava à frente do Ministério da Justiça desde março, depois da saída de Alexandre de Moraes para ministro do Supremo Tribunal Federal (STF).

O ex-ministro da Justiça vai assumir o Ministério da Transparência. Não voltando à Câmara dos Deputados, o seu suplente Rodrigo Rocha Loures, também do PMDB paranaense e ex-assessor especial de Tamer manterá o foro privilegiado.

Loures, apontado como homem de confiança de Temer, é suspeito de envolvimento no escândalo JBS e está afastado do mandato por determinação do ministro do Supremo Tribunal Federal Edson Fachin.

De acordo com comentadores políticos, a mudança de Serraglio poderá ter sido uma manobra de antecipação do presidente Temer, na eminencia da vinda a público de novas informações sobre alegado envolvimento do parlamentar com negócios investigados pela Polícia Federal e Ministério Público na operação Carne Fraca.

Há, por outro lado, a ideia de que Serraglio não conseguia ter o relacionamento desejado pelo governo, quer com a Polícia Federal, quer com os tribunais superiores. Já Torquato Jardim, que foi ministro do Tribunal Superior Eleitoral, poderá ser de grande valia a Temer, sobretudo em vésperas do reinício do julgamento de alegados crimes eleitorais cometidos pela chapa Dilma-Temer nas eleições presidenciais de 2014.

Nenhum comentário:

Postar um comentário