LUIZA

quarta-feira, 28 de junho de 2017

Concurso TRF-5 2017: comissão formada para Técnicos e Analistas



Vem aí um novo concurso no TRF da 5ª Região (concurso TRF-5). O Tribunal Regional Federal que abrange os estados de Alagoas, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe terá uma nova seleção de pessoal em breve. É o que informa o Diário Eletrônico Administrativo do TRF 5, publicado em 26 de junho, que formou a comissão para realização do novo certame.
São previstas vagas efetivas e em cadastro reserva nas funções de Técnico Judiciário e Analista Judiciário, que exigem nível médio e superior. Haverá ainda concurso para o cargo de Juiz Substituto, que teve sua comissão formada em março. Os concursos foram previstos na Lei Orçamentária Anual (LOA 2017) e terão taxas de participação de R$ 115,00, R$ 150,00 e R$ 280. A estimativa do órgão é de que 60 mil candidatos concorram aos cargos de Técnico e 45 mil se inscrevam para Analista.
Ainda não há uma previsão oficial para a data de lançamento do edital, que será publicado no decorrer do segundo semestre deste ano.
Segundo a nova tabela de salários do Judiciário, com os reajustes escalonados que serão adicionados até 2019, os Técnicos Judiciários, cargo de nível médio, têm remuneração atual de R$ 6.376,41. Já para Analistas, carreira de nível superior, os proventos iniciais são de R$ 10.461,90.
Últimos - O último concurso do TRF 5 foi para Juiz Substituto e ocorreu em 2014, com disponibilização de 85 vagas, sob realização do Cespe/Cebraspe. O cargo pede bacharelado em Direito e atuação jurídica comprovada mínima de três anos. A seleção dos candidatos se dá por meio de prova objetiva seletiva, duas provas escritas, inscrição definitiva, sindicância da vida pregressa, investigação social, exame de sanidade física e mental, exame psicotécnico, uma prova oral e avaliação dos títulos.
Já o último concurso para Técnicos e Analistas aconteceu em 2012 e teve realização da FCC. Foram disponibilizadas vagas em cadastro reserva nas funções de Técnico Judiciário nas áreas Administrativa e de Segurança e Transporte; e de Analista Judiciário nas especialidades Judiciária, de Execução de Mandados e Administrativa.

O concurso teve aplicação de prova objetiva de conhecimentos básicos e específicos para todos os cargos; prova discursiva de redação para cargos de nível superior e para Técnico Judiciário na área administrativa; e prova prática de digitação para cargo de Técnico área Administrativa. A validade desse certame terminou em janeiro de 2017 para Analistas e em março de 2017 para Técnicos, o que torna um novo concurso iminente -

Gerson Aragão

Nenhum comentário:

Postar um comentário