LUIZA

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Embraer diz que casamento com Governo português “está dando certo”

Portugal Digital


FOTO: EMBRAER

O novo presidente executivo da OGMA, empresa portuguesa da companhia brasileira Embraer, Marco Tulio Pellegrini, considera que a aliança com o Estado português “está dando certo” e o relacionamento tem sido o melhor possível.
“Ao longo destes 12 anos, desde 2005, a relação entre Embraer e Governo português tem sido a melhor possível. O KC é um exemplo disso: o Governo português teve uma contribuição muito positiva, seja na capacidade de auxiliar o desenvolvimento da engenharia, na aquisição, na representatividade pela compra… eu só vejo benefícios”, declarou o representante da Embraer em entrevista ao “Jornal de Negócios”.
“É uma jornada de muitos anos, e quando um casamento está dando certo não tem razão nenhuma para se pensar em outro modelo. Estamos muito satisfeitos com o nível de participação e contribuição, imagino que o Governo português também”, declarou Marco Tulio Pellegrini.
OGMA presta serviços a forças aéreas de 25 países.
Na entrevista ao “Negócios”, publicada esta quinta-feira, o gestor brasileiro diz que o Governo português “tem sido um belíssimo sócio”. Atualmente, o Estado luso tem 35% da OGMA e os restantes 65% são da Embraer. “Ter um sócio da magnitude do Governo português no controlo acionista da empresa só faz bem. Temos dois representantes da Empordef no conselho de administração, são pessoas muito habilitadas e qualificadas que ajudam no destino da empresa. Diria que os benefícios são muito grandes”, destacou o presidente da OGMA.
Pellegrini diz, na mesma entrevista, que a OGMA já presta serviços para 25 forças aéreas, para várias companhias aéreas, e produz estruturas para vários fabricantes. “O objectivo seria continuar a expandir, tornando cada vez mais a OGMA num exemplo de excelência de negócio, com os melhores processos, bom ambiente de trabalho e pessoas bastante felizes”, aponta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário