LUIZA

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Operação da Polícia Civil em Quixeramobim prende suspeitos de participar de golpes bancários em todo o Brasil


Policiais civis da Delegacia Municipal de Quixeramobim, na Área Integrada de Segurança 20 (AIS 20), deflagraram, nessa terça-feira (01), uma operação denominada "Tentáculos", que resultou nas prisões de três suspeitos. De acordo com o delegado André Firmino, que preside o inquérito policial, os suspeitos são envolvidos em um grupo criminoso, que atuava efetuando transações bancárias, com valores em dinheiro oriundo das mais variadas modalidades de golpes aplicados por presos, que estão custodiados em presídio do país.Foram presos, Adriano Fonseca de Sousa (28); Artur Torres de Moura Filho (21) e Ygor Lima Ramos (24); todos sem antecedentes criminais, e tendo estes dois últimos, sido capturados no interior de uma agência bancária da cidade, quando sacavam dinheiros oriundos dos golpes. Os homens eram investigados, há cerca de dois meses, por integrar um esquema criminoso, que após a obtenção do dinheiro das vítimas, grandes numerários em dinheiro eram depositados, por pessoas no Estado do Rio de Janeiro, em contas de pessoas recrutadas na cidade de Quixeramobim. Os indivíduos retiravam os valores e transferiam em torno de 20 a 30 mil por dia, na conta destas pessoas, que eram contratadas para ceder o cartão e os dados bancários, em troca de pequenos valores. De acordo com as apurações, Adriano era o responsável pelos recrutamentos.


Na ocasião, os policiais civis aprenderam a quantia de R$ 5 mil em espécie, duas máquinas utilizadas para realizar compras com os cartões das vítimas, diversos extratos bancários contendo as movimentações dos criminosos, três aparelhos de celulares, 15 cartões de diferentes contas bancárias, além de dezenas de senhas e numerações de contas, que seriam utilizadas na ação delituosa. O trio foi encaminhado para a sede da Delegacia Municipal de Quixeramobim, onde foi autuado em flagrante por associação criminosa e lavagem ou ocultação de bens, direitos e valores. Em seguida, os três homens foram conduzidos para a Cadeia Pública da cidade, onde estão à disposição da Justiça. A Polícia Civil mantém as investigações, no intuito de prender os demais envolvidos no grupo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário