terça-feira, 20 de março de 2018

Polícia Civil autua em flagrante acusado de feminicídio em Vigia de Nazaré



A Polícia Civil autuou em flagrante, neste domingo, pelo crime de feminicídio, Thiago Dantas Figueiredo, acusado de matar a companheira Josiane Silva da Silva com um tiro na testa. O crime ocorreu na casa em que os dois moravam no bairro Vila Natal, no município de Vigia de Nazaré. A arma do crime - um revólver - foi encontrado e apreendido. Segundo o delegado João Amorim, titular da Unidade Integrada Propaz (UIPP) de Vigia de Nazaré, no momento do crime estavam somente os dois na casa. Após o crime, uma guarnição da Polícia Militar foi acionada e fez a prisão em flagrante de Thiago, que foi conduzido para a UIPP.
Perguntado sobre o crime em interrogatório, o preso, por orientação de um advogado, ficou calado e se reservou ao direito da falar somente na Justiça. Aos policiais militares, informalmente, o acusado contou a versão de que a arma teria caído acidentalmente no chão e disparado sozinha enquanto a vítima mexia na mesma que estava guardada no armário da casa. A arma não tem porte legal.
Segundo essa versão, apresentada pelo acusado informalmente, a própria vítima teria acionado o gatilho enquanto mexia nas coisas dentro do armário. Contudo, essa versão relatada aos policiais militares no local do crime, não foi relatada pelo acusado em seu depoimento, já que, como foi dito anteriormente, o preso preferiu ficar calado durante interrogatório na sede da Polícia Civil em Vigia de Nazaré. Como o crime está configurado, o acusado vai ficar preso à disposição da Justiça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário