quarta-feira, 19 de dezembro de 2018

Comissão da SSPDS visita fábrica que irá fornecer novo lote de pistolas para Polícia Civil do Ceará

Uma comissão da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) realiza, nesta semana, visita técnica à sede da SigSauer, fabricante de origem suíço-germânico, que produziu mais mil pistolas que foram adquiridas pelo Governo do Estado em processo licitatório internacional para a compra de novas armas de fogo. A visita acontece na unidade da fabricante na cidade norte-americana de Newington, no Estado de New Hampshire. Acomissão é formada pelo secretário adjunto da SSPDS, Alexandre Ávila, e pelos delegados da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), Eduardo Tomé e Antônio Pastor, titulares do Departamento Técnico Operacional (DTO) e da Divisão Antissequestro (DAS) da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), respectivamente.
O grupo técnico formado pelos policiais cearenses é responsável por considerar aspectos técnicos das armas e avaliar os critérios descritos pela fabricante das pistolas, de modelo P320 e calibre 9 mm. As mil novas unidades das pistolas são parte do segundo lote do contrato firmado pela SSPDS e pela SigSauer, avaliado em R$ 1.697.000,00. Em agosto deste ano, 3.140 pistolas foram entregues e incorporadas às cargas das Polícias Civil e Militar. O contrato firmado entre as partes foi assinado em fevereiro deste ano.
A inspeção técnica da comissão consiste em vistoriar 100% das armas e realizar testes em alguns modelos para conferência, manuseio e demonstração das pistolas. A aquisição das armas de fogo são provenientes da Ata de Registro de Preço formada a partir do 1° Pregão Internacional de pistolas do Brasil, vencido pela fabricante das armas em novembro de 2017.
O Ceará é o primeiro Estado do País a realizar um processo licitatório internacional para a compra de armas de fogo, que serão utilizadas por policiais civis e militares em todo o território cearense. O investimento realizado para a compra do armamento corresponde a uma economia de mais de 50% para os cofres públicos, em comparação a licitação nacional, que somaria um valor em torno de R$ 12 milhões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário