sábado, 26 de janeiro de 2019

Terceiro português envolvido em tráfico internacional de drogas é preso pela Polícia Civil





Em continuidade às ações policiais, que resultaram nas apreensões de duas toneladas de haxixe, ocorridas na semana passada, a Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), por meio de uma investigação da Delegacia de Combate ao Tráfico de Drogas (DCTD), prendeu o terceiro português envolvido na traficância internacional de entorpecentes. O estrangeiro veio a pé da cidade de Fortim, na Área Integrada de Segurança 18 (AIS 18), até Fortaleza, onde foi capturado nas proximidades do Consulado de Portugal, na capital cearense.
Tiago Filipe Ribeiro Marques (31) – sem antecedentes criminais no Ceará – era investigado pela delegacia especializada sob suspeita de participar do esquema criminoso em que outros dois portugueses também eram envolvidos. Rúben Adriano Morgado Pereira (27) e Alexandre Antônio Ribeiro Guerra (41) foram presos na última quinta-feira (17), após uma ação realizada por policiais militares lotados no Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) e da Coordenadoria de Inteligência Policial (CIP). As informações foram repassadas em coletiva de imprensa ocorrida na sexta-feira (18), na sede da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).
De acordo com o delegado da DCTD, Ismael Araújo, após as prisões dos dois comparsas, Tiago Filipe, que até então se encontrava desaparecido, veio a pé para a Capital, pela faixa de areia da praia, no intuito de se esquivar das abordagens policiais. No entanto, em razão das investigações ininterruptas da DCTD, o português foi localizado e capturado quando tentava buscar ajuda no vice-consulado de Portugal, na Aldeota (AIS 01). O suspeito foi conduzido para a unidade policial, onde foi autuado por tráfico de drogas e associação para o tráfico.
Duas toneladas apreendidas
As duas toneladas de haxixe, que se encontrava dividida em 62 fardos, foram encontradas no interior de uma residência em Fortim. De acordo com os primeiros levantamentos, o material era originário de Marrocos. Conforme informações colhidas pelos profissionais de segurança que atuaram na ação, o material ilícito seria distribuído para as regiões Nordeste, Norte e Sul do Brasil.
Além das cerca de duas toneladas, a Polícia Militar também apreendeu duas caminhonetes, mais de mil euros, celulares, aparelhos eletroeletrônicos e outros apetrechos. Os portugueses Rúben e Alexandre foram encaminhados para a DCTD, onde foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário