quarta-feira, 13 de março de 2019

Empregados da Caixa vestirão preto no Dia Nacional de luta na sexta-feira (15)

O clima é de descontentamento entre os empregados da Caixa com as medidas anunciadas pelo governo Bolsonaro. Para defender a manutenção do caráter social e a do banco 100% público, será realizado Dia Nacional de Luta da Caixa, nesta sexta-feira (15/03).
O ato também é contra as manobras que reduzem o lucro da instituição financeira, por mais reconhecimento ao trabalho, por mais empregados e pelo fim do assédio moral.
O fatiamento e a privatização em pedaços anunciados pelo presidente da Caixa, Pedro Guimarães, reforçam a necessidade da união e mobilização. Os alvos principais da direção do banco são as áreas como seguros, cartões, assets e loterias, que estão entre as mais lucrativas.
Ainda tem mais. Foi noticiada que, a pedido de Pedro Guimarães, a instituição deve fazer provisão de aproximadamente R$ 7 bilhões para cobrir perdas esperadas com calotes na carteira de financiamento imobiliário e a desvalorização de imóveis retomados pelo banco.
Com o provisionamento, os empregados da Caixa serão prejudicados com a redução da PLR (Participação nos Lucros ou Resultados). Ou seja, o funcionalismo em superar a metas estipuladas pelo banco não será valorizado.
Como forma de protesto com tamanho desrespeito aos trabalhadores e mostrar a contrariedade às medidas privatistas que estão sendo implantadas, os empregados estarão de preto na próxima sexta-feira (15), em defesa da Caixa 100% pública.
Em Itabuna, o ato acontece em frente a Caixa Grapiúna, a partir das 10h. Participem!!
Fonte: SBBA e Contraf

Nenhum comentário:

Postar um comentário