segunda-feira, 15 de julho de 2019

Hackers tiram do ar 36 sites da Prefeitura de Porto Velho


Redação Notícias - Grupo invadiu os sites da prefeitura e modificou a página inicial. (Foto: Reprodução/Twitter)Mais

Mais de 30 sites relacionados à Prefeitura de Porto Velho foram hackeados neste domingo.
Com fotos de políticos, grupo postou uma mensagem de protesto contra a corrupção.
Cerca de 30 sites da Prefeitura de Porto Velho e ligados ao Executivo municipal foram alvos de uma invasão hacker, na noite deste domingo (14). Os invasores modificaram as páginas postando uma imagem com fotos de diferentes políticos e uma mensagem de protesto contra a corrupção.
Pelo Twitter, o perfil VandaTheGod assumiu a autoria do ataque e assinou a postagem.
Entre as imagens de políticos, está os ex-presidentes Michel Temer e Dilma Rousseff, tucanos como José Serra, Geraldo Alckmin, Aécio Neves e FHC, além dos emedebistas Eduardo Cunha, Romero Jucá e Renan Calheiros. Abaixo da imagem, o grupo escreveu uma mensagem de protesto contra a corrupção.
O ataque foi registrado em, pelo menos, 36 sites da administração municipal como Semes, Semaf, Semusa, Funcultural, Ouvidoria, Semagric, Semed e Semur.
Em junho de 2018, hackers do D4RKR0N invadiram e derrubaram 21 sites da prefeitura de Porto Velho. "Corrupção há em todo lugar, mas no Brasil virou cultura política", dizia parte da mensagem exibida na época aos internautas.
Em nota enviada ao G1, a Prefeitura de Porto Velho diz que nenhum dado importante ou sigiloso foi modificado ou perdido.
A Coordenadoria Municipal de Tecnologia da Informação (CMTI), de Porto Velho, informa que, na noite desse último domingo (14/7), ocorreu um ‘Web Defacement’ (desfiguração de site). Nenhum dado importante ou sigiloso da Prefeitura de Porto Velho fora perdido ou modificado. A equipe de TI trabalha para restabelecer os serviços o mais rápido possível.
Prefeitura de Porto Velho - Coordenadoria Municipal de Tecnologia da Informação (CMTI)

Nenhum comentário:

Postar um comentário