quinta-feira, 25 de julho de 2019

POLÍCIA CIVIL DEFLARA OPERAÇÃO CONTRA FACÇÃO CRIMINOSA E PRENDE SUSPEITOS NO MARANHÃO E NA PARAÍBA


ASCOM SSP - A Policia Civil do Maranhão, por meio da Superintendência Estadual de Investigações Criminais – SEIC, com apoio das Superintendências da Capital – SPCC, do Interior – SPCI e de Combate ao Narcotráfico – SENARC, contando ainda com a participação do Centro de Inteligência da Polícia Civil da Paraíba e da Delegacia Especializada em Crimes contra o Patrimônio da cidade de Campina Grande/PB, deflagrou na manhã desta sexta-feira (19.07.2019) a OPERAÇÃO CAMBOA, que deu cumprimento a 22 (vinte e dois) mandados de busca e apreensão e 04 (quatro) mandados de Prisão Preventiva, lavrando ainda 04 (quatro) autos de Prisão em Flagrante pelos crimes de Tráfico Ilícito de Entorpecentes e Posse Ilegal de Munição Uso de Documento Falso. Foram presos na cidade de São Luís os nacionais: GUILHERME BRUNO GOMES MORAES; PAULO RICARDO SÁ, vulgo RD; CRISTIANE PIRES; LUAN ROGER FERREIRA DA SILVA; e KASSIO BRENO PINTO MOREIRA, e na cidade de Campina Grande, na Paraíba, o nacional VICTOR LUCCI COSTA DA SILVA, conhecido como VITÃO, que estava foragido desde setembro de 2018 e é apontado como um importante líder da facção criminosa que atua naquele bairro.
Durante a operação foram aprendidos: 01 tablete de maconha; 57 (cinquenta e sete) “cabeças” de maconha prontas para a venda; 69 (sessenta e nove) “cabeças” de crack prontas para a venda; aproximadamente R$ 2.000,00 em dinheiro trocado, além de balanças de precisão, material plástico utilizado para embalar a droga; e 10 (dez) munições de calibre .38 intactas. Também foi apreendido um sistema de videomonitoramento utilizado pelos infratores para verificar a presença de policiais na área e diversos documentos relacionados à contabilidade do tráfico ilícito de entorpecentes. VITOR LUCCI foi encontrado num condomínio de luxo na cidade Paraibana, onde assumira um falsa identidade desde que deixou o Maranhão, sendo conhecido pelo nome de JOSÉ AMARO DA SILVA FILHO. Com ele, a equipe Paraibana conseguiu apreender dois automóveis e uma carga de mercadorias importadas que foram avaliadas em R$ 30,000,00 (trinta mil reais). Os investigados serão encaminhados ao sistema prisional do Estado, para onde VITÃO também deverá ser recambiado nos próximos dias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário