domingo, 22 de setembro de 2019

Maia diz que ficou sem dormir após ataques de filhos de Bolsonaro: 'eu sofria'

Foto: EVARISTO SA/AFP/Getty Images

Yahoo Notícias - O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo (DEM-RJ) é tido como um dos políticos mais influentes do país. Apontado por alguns como o principal articulador para o prosseguimento da reforma da Previdência. Ainda assim, o parlamentar revelou que passou por momentos de angústia motivados pelos filhos do presidente Jair Bolsonaro (PSL) nas redes sociais.
"Na internet é o que o negócio fica um pouco mais agressivo. No início eu sofria, ficava sem dormir, [pensava] 'como posso estar apanhando desse jeito, eu estou ajudando o governo nas reformas e não paro de apanhar", contou em entrevista à TV Globo.
Ainda no mesmo relato, ele admitiu possuir relação apenas com o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) e com o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP). De acordo com Maia, ambos são respeitosos e educados.
Sobre a indicação de Eduardo Bolsonaro para a embaixada do Brasil nos EUA, Maia classificou a decisão como “muito difícil” para o presidente.
“É uma avaliação que ele precisa fazer junto com o filho, se tem as condições e quais são os reflexos políticos para o governo dele de uma indicação de um parente, mas uma decisão dessa, no Brasil de 2019, onde a sociedade cobra mais, critica mais a política, é radicalmente contra parente tendo algum tipo de nomeação, é uma decisão política que tem que tomar que vai gerar reflexos para o governo dele", analisou.
Questionado acerca de sua avaliação sobre o governo de Jair Bolsonaro, Maia elogiou a agenda de reformas de Paulo Guedes, ministro da Economia, mas também apontou críticas.
"Acho que o que tem ainda de negativo é que essa narrativa [das reformas] precisa estar transformada em fatos reais. A Previdência já era uma agenda anterior, mas a gente precisa receber a reforma administrativa logo, precisa receber o tal do pacto federativo".

Nenhum comentário:

Postar um comentário