terça-feira, 17 de setembro de 2019

Você sabe o que é a Síndrome de Burnout? Saiba o que é e como identificar dentro de uma empresa.

A Síndrome de Burnout é também conhecida como Síndrome do Esgotamento Profissional, trata-se de sentimentos causados pela estafa, pelo cansaço mental e esgotamento físico, resultantes de demandas de trabalho intensas que exigem do empregado muita responsabilidade, bem como envolve também um ambiente de trabalho competitivo.
O que principalmente causa a doença é o trabalho excessivo, de forma tal que profissionais que trabalham sob pressão e com frequentes responsabilidades são os mais acometidos.
Também é possível que empregados que trabalhem com metas adquiram a Síndrome, visto que muitas vezes essas metas são muito difíceis e por vezes até impossíveis de serem alcançadas. Gerando no profissional a sensação frequente de frustração e desgaste ao ver que seus esforços diários não estão dando o devido resultado.
A doença pode causar sintomas psicológicos e também físicos, como tonturas, sensação de insegurança, dor de cabeça, negatividade constante, dor de barriga e principalmente o cansaço excessivo. Estresse a ausência de vontade de sair da cama ou de casa, quando muito frequentes podem ser indícios de que a doença está se instalando ou até mesmo já em estágio inicial.
O diagnóstico é realizado por profissionais de saúde, como psicólogos e psiquiatras, os quais identificam a causa da doença e já orientam sobre o tratamento, de acordo com cada paciente/empregado.
Muitas pessoas não buscam ajuda por não saberem que estão acometidas pela doença, por isso é de extrema importância que amigos, familiares e principalmente colegas de trabalho e chefes diretos estejam sempre atentos aos sinais aparentes da doença e auxiliando na busca por tratamento.
O tratamento é realizado através de psicoterapia, com duração variável, pois depende de cada caso. Devendo o tratamento ser realizado em sua totalidade, pois quando incompleto pode ter como consequência o retorno da doença.
Alterações no ambiente de trabalho e nas condições oferecidas pela empresa também ajudam a melhorar o estado de saúdo do empregado, bem como se torna de extrema importância a prática de atividade física para aliviar os sintomas de estresse e tensão.
A melhor forma de prevenção da Síndrome é a melhoria da qualidade de vida, bem como a fixação de objetivos de vida e profissionais que sejam atingíveis, para não gerar a sensação de frustração quando não alcançar esses objetivos.
Sempre procure alguém de confiança para conversar sobre seus problemas pessoais e no ambiente de trabalho, pois isso ajuda a aliviar as tensões.
E pratique atividade física de qualquer gênero, pode ser uma caminhada, uma corrida, academia, natação, mas se movimente SEMPRE!!!
Importante frisar que a doença do esgotamento profissional dá direito a estabilidade e benefícios do INSS, e segundo os dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) indicam que os trabalhadores estão entre os que mais adoecem por ansiedade e estresse crônico.
Por fim, esteja atento sempre ao seu ambiente de trabalho, seja você empregado ou empregador, é de extrema importância que estejam atentos aos sinais, cuidem uns dos outros, sejam atenciosos, pergunte se está tudo bem, tratem sempre os outros como queriam ser tratados.


Flávia MoraesPRO
Advogada inscrita na OAB/SE. Bacharela em Direito pela FANESE. Advogada parceira do Escritório Lisboa Prado e Monthé - Advocacia e Consultoria. Atuante na área cível. Amante do Direito do Trabalho e Imobiliário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário