sexta-feira, 17 de janeiro de 2020

Bruno Pereira é contratado pela TV Arapuan após ser demitido da TV Correio e inocentado na Operação Recidiva


Por ClickPB - O apresentador Bruno Pereira foi contratado pela TV Arapuan, afiliada da RedeTV na Paraíba, após ser citado na Operação Recidiva e ser demitido da TV Correio, afiliada da Record no Estado. Bruno foi apontado como atuante na lavagem de dinheiro, realizando depósitos e entregando dinheiro por ordem de seu superior. Porém, a conclusão foi de que o assessor Bruno Pereira não tinha conhecimento da "trama criminosa" na Prefeitura de Ibiara, conforme consta no processo.
O anúncio da contratação pela TV Arapuan foi feito por ele em sua conta no Instagram, nesta quarta-feira (15):
Acabou o suspense! É com o sentimento de muita alegria e vontade de trabalhar comunico minha chegada para o time de apresentadores da Tv Arapuan @tvarapuan Rede Tv Paraíba. Em nome do empresário João Gregório, agradeço a confiança no meu trabalho.
Tô com muita saudade do povo dessa Paraíba linda. A gente vai se encontrar na TV e no rádio.. Na próxima semana eu conto tudo pra vocês sobre horários e programas.
Desde já, muitooooooo obrigado pelo carinho de todos vocês que sempre torceram e acreditaram no trabalho desse menino que é cheio de vontade de trabalhar e vencer.
Eu tenho um combustível que não me deixa parar, minha força vem Deus! Ninguém impede que Deus realize os planos que ele tem pra você!

Bruno Pereira e a Operação Recidiva
O Ministério Público Federal (MPF) considerou que o jornalista Bruno Pereira Vieira, investigado durante a 4ª fase da Operação Recidiva, não tinha conhecimento das fraudes que ocorriam na Prefeitura de Ibiara, onde atuava como assessor de comunicação. Após a operação, o jornalista foi demitido da TV Correio, mas ele não foi denunciado pelo MPF.
O trecho da denúncia que fala da participação do jornalista aponta que ele atuava na lavagem de dinheiro, realizando depósitos e entregando dinheiro por ordem de seu superior, sem ter conhecimento, porém, da trama criminosa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário