terça-feira, 18 de fevereiro de 2020

Ministro da Educação volta a errar no português e é corrigido por jornalista



Ministro foi corrigido por jornalista ao deslizar, novamente, no português. (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Yahoo Notícias  - Abraham Weintraub, ministro da Educação do governo de Jair Bolsonaro, viu outra publicação sua ser alvo de correções no Twitter. Desta vez, quem fez os apontamentos das falhas gramaticais foi a jornalista Vera Magalhães.
A apresentadora do programa Roda Viva, da TV Cultura, corrigiu dois erros em uma postagem de Weintraub, na qual o chefe do MEC (Ministério da Educação) zomba de supostos benefícios e privilégios em ocupar um cargo ministerial.
Na postagem, Weintraub aparece em uma selfie sentado em uma poltrona de avião comercial e fazendo um sinal de silêncio com o dedo nos lábios. Na legenda, o ministro pergunta: ‘Aonde está a pompa e a liturgia do cargo? Na poltrona 16A...’.
A correção feita pela jornalista aponta erros na escolha da locução adverbial e na concordância utilizada por Weintraub. “Aonde = locução adverbial que significa “para onde”. Neste caso, a pergunta seria “onde”. Pompa e liturgia são duas características. Isso obriga o verbo a flexionar. Frase seria, portanto: “Onde estão a pompa e a liturgia do cargo?”. A poltrona também está errada, como sabemos”, escreveu Vera Magalhães.
Na postagem da apresentadora, outro jornalista pegou carona e zombou de Weintraub: “Pergunta: plural paga excesso de bagagem?”, escreveu Octávio Guedes, colunista da GloboNews.

Nenhum comentário:

Postar um comentário